Glossário de Termos Astrológicos


Barbara Abramo

Urânia Portal UOL

Introdução

Desenvolvi o Espaço Astrológico com o objetivo de selecionar o melhor conteúdo da internet relacionado a astrologia. No entanto quero considerar um elemento que se sobrepõe à veiculação de conhecimento em qualquer tipo de mídia: a interpretação equivocada.

Em toda a história da cultura humana o homem interpreta o conhecimento de acordo com suas referências pessoais, não há neste fato nada de inusitado, é próprio do ser humano entender as coisas pelo seu lado mais humano, ou seja, interpretá-las emocionalmente.

Todavia qualquer tipo de estudo, seja ele religioso, mítico ou científico exige um mínimo de bom senso e de discernimento quanto a natureza e a finalidade do mesmo. Em razão da natureza controversa do estudo astrológico e de sua questionável finalidade as opiniões que se difundem sobre este estudo são essencialmente viscerais e destituídas de ponderação.

A crença faz com que o homem perca a capacidade de seu julgamento e, no caso da astrologia, existe um sentimento de crença que sobrepuja em grande parte a capacidade de discernimento da mente humana.  Isto torna o produto do conhecimento astrológico, veiculado na internet, mais um resíduo da ignorância coletiva que possuímos acerca de nossas crenças.

E com a crescente e inevitável demanda do conteúdo imbecil para alimento das pessoas norteadas por suas emoções confusas a língua portuguesa na internet se tornou um substrato de algum tipo de mecanismo de comunicação que não pode ser considerado como uma linguagem ou um pensamento articulado.

As sinapses que orientam nossa necessidade de sobrevivência estão muito mais aguçadas do que aquelas que nos permitem refletir com clareza acerca da vida e de um sentido profundo para ela.

Entretanto, independente das crenças que rondam a astrologia ou da incapacidade de comunicação que hoje existe em função da dislexia da linguagem, meu objetivo é aumentar o nível de reflexão sobre o pensamento astrológico.

Por este motivo todos os textos pesquisados que publico são corrigidos e analisados, tanto quanto a sua veracidade bibliográfica quanto a sua ordem gramatical. Pois, sendo a astrologia um conhecimento superior é necessário corrigir os abusos da crença tanto quanto os desleixos da razão.

Este glossário como todos os outros textos foi revisto, reescrito e esclarecido.

César Augusto – Astrólogo

Aflito ou Afligido

Um planeta está aflito quando está desfavoravelmente aspectado, especialmente por um maléfico. Planetas aflitos são, às vezes, chamados de Impedidos.

Algol

Também chamada Caput Algol, uma estrela fixa maléfica, que representa a Górgona cujo cabelo consistia de serpentes vivas e que foi decapitada por Perseu. O tema é perder a cabeça. No ano 2000 estará a 26º do signo de Touro. William Lilly considerava seu efeito a partir do orbe de 5º em seu sistema de contagem, mas os astrólogos modernos tendem a usar orbes ainda menores, de cerca de um grau para estrelas fixas. Os seguidores de Lilly continuam a usar 5º de orbe para Algol, mas somente um grau para outras estrelas fixas.

Alegria

Uma antiga forma de regência de casa que relaciona planetas a casas onde eles se alegrariam de ocupar. Por exemplo, Vênus se alegra nos assuntos amorosos da 5ª casa, e Saturno se alegra na miséria da 12ª casa. A Lua se alegra na 3ª casa, o Sol na 9ª casa (alguns dizem também na 10ª), Mercúrio na 1ª, Marte na 6ª, e Júpiter na 11ª casa.

Almuten

O Almuten de qualquer grau do zodíaco é o planeta que tem a maior dignidade essencial naquele grau. Alguns graus podem ter mais do que um Almuten (ex.: se dois planetas estão igualmente dignificados naquele grau, ambos são Almuten do grau). William Lilly escreve: “O Almuten de qualquer casa é aquele planeta que tem mais dignidades no signo em que está ascendendo ou descendendo na Cúspide da casa, de onde quer que você julgue. O Almuten de qualquer casa é aquele planeta que tem mais dignidades no signo que ascende ou termina na Cúspide de qualquer casa a partir da qual você começa seu julgamento”. Os signos podem ter regentes diurnos ou noturnos, portanto os Almutens podem variar para o mesmo grau do zodíaco, dependendo da carta ser diurna ou noturna. Além disso, o mapa como um todo pode ter um Almuten, o qual Lilly define como sendo: “O Planeta que é mais poderoso em termos de dignidades Essenciais e Acidentais no Esquema do Céu. Também referido como Senhor da Genitura nas Natividades.

Antipatia

Uma relação desarmoniosa entre planetas, causada por sua natureza diferente, seja por aspecto, pela regência ou exaltação em signos opostos. Como exemplo, o Sol, que rege Leão, tem antipatia por Saturno, que rege o signo oposto, Aquário.

Antíscia ou Antiscío

O reflexo da posição do planeta no eixo Câncer-Capricórnio. Em outras palavras, antíscios são reflexos, ao longo do eixo vertical do zodíaco natural (a uma distância angular de 45º), ou seja, o ponto médio da posição de um planeta. Por exemplo, o antíscio do 9º de Capricórnio é o 21º de Sagitário; o antíscio do 12º de Libra é o 18º de Peixes; o antíscio do 5º de Áries é o 25º de Virgem.

Os pares dos signos e seus signos antisciais são: Áries/Virgem, Touro/Leão, Gêmeos/Câncer, Libra/Peixes, Escorpião/Aquário e Sagitário/Capricórnio. William Lilly escreveu: “Há os antíscios dos bons Planetas considerados que são iguais a um Sêxtil ou um Trígono; e há aqueles contra-antíscios (pontos opostos aos antíscios), que verificamos ser da natureza de um Quadrado ou Oposição.

Aplicação

O movimento de um planeta em direção a outro planeta, cúspide de casa ou ponto sensível quando se aproxima da formação de um aspecto entre ambos. Ambos os planetas podem estar diretos, um direto e outro retrógrado, ou ambos retrógrados. O termo aplicação mútua é usado quando um planeta direto está aplicando a um outro que esta retrógrado, portanto cada um deles está indo um em direção ao outro. O planeta mais rápido, independentemente da direção do movimento, “lança seus raios” para aspectar o mais lento. Aplicação é o oposto de Separação.

Aplicação Mútua

Um aspecto aplicativo no qual os dois planetas estão se movendo um em direção ao outro porque um está avançando e o outro está retrógrado. Uma força potente que leva os assuntos à perfeição. Freqüentemente leva a um resultado rápido e inesperado.

Ascendente

O grau do signo do zodíaco na Eclíptica que se eleva a Leste do Horizonte na hora do nascimento de uma natividade ou no momento da confecção do mapa para uma pergunta horária.

Ascensão Heliacal

“Ascendendo com o Sol” – ocorre quando um planeta ou estrela, o qual foi escondido pelos raios do Sol, torna-se novamente visível.

Ascensão Longa e Curta

Por causa da obliqüidade da eclíptica de 23º 5′ em relação ao Equador, alguns signos alojam-se ao norte e outros ao sul do Equador. Quando a terra gira, os signos de ascensão curta ascendem rapidamente, enquanto que os signos de ascensão longa ascendem mais devagar. No hemisfério norte os signos de ascensão longa são Câncer até Sagitário e os signos de ascensão curta vão de Capricórnio até Gêmeos. No hemisfério sul o reverso é verdadeiro. William Lilly acreditava que os aspectos mais importantes que ocorriam nos signos de ascensão longa eram estendidos ao próximo aspecto mais importante e que fosse mais amplo, e que os aspectos que ocorriam em signos de ascensão curta eram contraídos ao próximo aspecto mais importante e menor. Então, por exemplo, no hemisfério norte, um Quadrado entre um planeta em Câncer e outro em Libra poderia agir mais como um Trígono e um Quadrado entre um planeta em Capricórnio e outro em Áries poderia agir mais como um Sêxtil.

Aspecto

Uma relação angular específica entre planetas, cúspides de casas ou pontos sensíveis medidos em graus da longitude da Eclíptica. Os aspectos mais importantes são: Conjunção, Sêxtil, Quadrado, Trígono e Oposição. No dizer de Ptolomeu, a Conjunção não era tanto um “aspecto”, mas muito mais uma ligação de corpos (co-junção) de dois planetas. Aspectos à direita eram encadeados dos signos precedentes e aspectos à esquerda eram extraídos dos signos que se sucediam. Os Aspectos Ptolomaicos eram baseados na numerologia pitagórica e na teoria musical clássica grega, que identificava certas medidas harmoniosas entre o comprimento das cordas de um instrumento musical. As medidas harmoniosas clássicas da música eram: 1:1, 1:2, 1:3 e 2:3. Somente signos do zodíaco que formavam medidas musicais clássicas de acordo com sua distancia no zodíaco eram consideradas em aspecto. Assim, se uma oposição (totalizando 6 signos) representa uma linha reta, então a medida de um Quadrado (3 signos) a uma Oposição é 1:2, um Sêxtil (2 signos) até uma Oposição é 2:6 ou 1:3, um Trígono (4 signos) a uma Oposição é 4:6 ou 2:3. O Semi-Sêxtil (1 signo) e o Quincúncio (5 signos) não eram considerados aspectos válidos porque 1:6 e 5:6 não eram encaradas como medidas de harmonia musical.

Aspecto Aplicativo

Um aspecto, ainda não exato, no qual os planetas estão se aproximando do ângulo específico por aspecto. Depois que o aspecto formou-se e tornou-se exato, os planetas começam a se separar.

Aspecto Destro

Destro significa “na mão direita” ou “lado direito”. Um aspecto destro é aquele no qual o planeta mais rápido está crescendo ou aumentando em luz, com relação ao mais lento. O planeta mais rápido (aplicativo) está enviando seus raios ao direito (destro) para formar um aspecto, porque o planeta mais pesado está no lado direito do planeta que está aplicando, como é visto de um ponto de vista da terra. William Lilly diz: “Aspectos Destros são contrários à sucessão dos signos”, o que significa que os raios do planeta mais rápido movem-se no sentido do relógio em volta do círculo em busca do planeta mais lento, como é visto da Terra. Se os planetas estão em movimento direto, um aspecto destro forma, como resultado, uma crescente distancia angular entre eles, de modo que os planetas estão se movendo em direção a uma eventual oposição. Um aspecto destro tem lugar quando um planeta mais rápido aspecta um outro mais lento na direção contrária à natural direção do zodíaco. Por exemplo, a Lua em Áries lançaria uma Quadratura destra a Júpiter em Capricórnio. Ptolomeu considerava a casa 11 do Bom Daimon (Espírito) como um Sêxtil destro a (do lado direito) da casa 1. Aspectos destros são tradicionalmente mais potentes que os aspectos sinistros. Lembram-se daqueles desenhos de um anjo sentado no ombro direito e um diabo no ombro esquerdo? Dorothy Kovach acrescenta que o aspecto destro tem lugar quando um planeta mais rápido em movimento aspecta um planeta em movimento mais lento, na direção contrária do Zodíaco.

Aspecto Partil

Isto ocorre quando dois planetas formam um aspecto e ocupam a mesma “parte” de grau numérico de seus respectivos signos. Por exemplo, a Lua quando atravessa o 5º de Áries está em oposição partil a Saturno quando ele ocupa o 5º de Libra.

Aspecto Ptolomaico

O mesmo que Aspecto Maior. Baseado na teoria grega de harmonia musical, Ptolomeu distinguiu quatro aspectos mais importantes entre os signos do zodíaco: Sêxtil, Quadrado, Trígono e Oposição. Ele acrescentou que os planetas poderiam estar “corporalmente juntos” ou poderiam formar um dos aspectos mais importantes, a Conjunção.

Aspecto Maior

Também chamados Aspectos Ptolomaicos. A Conjunção – 0º (tecnicamente falando, a conjunção é uma “ligação corporal”, mais do que um aspecto angular entre planetas, mas escritores modernos referem-se a ela como sendo um aspecto), Sêxtil – 60º, Quadrado – 90º, Trígono – 120º e Oposição – 180º. A aplicação por Conjunção, Sêxtil ou Trígono, sem frustração ou interferência, normalmente leva os assuntos a termo. O Sêxtil e o Trígono são aspectos de harmonia, união e acordo. O Quadrado mostra obstáculos, problemas, stress e tensão. As Oposições indicam separação, alienação, abandono, dificuldade e fracasso. Nenhum aspecto entre os significadores normalmente significa que nenhuma ação ocorrerá com relação àquele assunto.

Aspecto Separativo

Um aspecto que chegou à perfeição algum tempo antes que a pergunta horária fosse feita, de forma que agora os planetas estão se movendo além do aspecto exato prévio. Uma separação mútua ocorre quando o planeta aspectado está retrógrado e o planeta aspectador está direto.

Aspecto Sinistro

Sinistro significa “na mão esquerda”. Um aspecto sinistro é aquele no qual o planeta mais rápido está minguando, ou diminuindo em luz, com relação ao mais lento. O planeta mais rápido (aplicativo) está enviando seus raios à esquerda (sinistra) para formar um aspecto porque o planeta mais pesado está no lado esquerdo do planeta aplicativo como visto da Terra. William Lilly diz: “Aspectos Destros são contrários à sucessão dos Signos, os Sinistros na ordem em que eles seguem um ao outro”. Com aspectos sinistros, os raios do planeta mais rápido fluem na direção contra o relógio para alcançar o planeta mais lento. Se os planetas estão em movimento direto, forma-se um aspecto sinistro como resultado da decrescente distancia angular entre eles, de forma que os planetas estão se movendo em direção a uma eventual conjunção. Por exemplo, a Lua em Áries enviaria uma quadratura sinistra a Júpiter em Câncer. Dorothy Kovach adiciona que um aspecto sinistro tem lugar quando um planeta que move mais rápido aspecta um planeta que se move mais devagar na ordem natural do zodíaco.

Astrologia Mundial ou Mundana

A astrologia dos assuntos mundiais (do latim “mundus”, de mundo).

Aumento de Luz

Isto ocorre quando a Lua (ou um planeta) está se separando de uma Conjunção e movendo-se em direção a uma oposição ao Sol e parece aumentar sua luz do ponto de vista da Terra (Crescente). Uma vez que a Lua passa a sua oposição ao Sol, ela parece decrescer em luz. Estar aumentando em luz é uma Dignidade Acidental. Note que os planetas internos, Vênus e Mercúrio, andam (de um ponto de vista geocêntrico) com o Sol e nunca podem formar uma oposição com o Sol em um horóscopo centrado na Terra.

Avistamento ou Behold

Quando dois planetas estão dentro do orbe de um aspecto, diz-se que um avista o outro. William Lilly deu o exemplo de Saturno a 10º Áries avistando Marte a 7º de Capricórnio por um aspecto de Quadrado à direita.

Caput Draconis

A Cabeça do Dragão ou o Nodo Norte da Lua.

Carta Eletiva

Um mapa horoscópico calculado para determinar o melhor momento para empreender uma ação. A astrologia eletiva é a aplicação inversa dos procedimentos horários.

Casas

Uma das doze divisões do circulo do zodíaco em termos seja do espaço ou do tempo. As casas simbolicamente representam 12 setores de situações de vida e/ou relacionamentos. Há muitos sistemas de divisão de casas. A maior parte começa com a primeira casa no Ascendente e a décima casa no Meio-Céu. William Lilly usava o sistema de casas de Regiomontanus para seus mapas horários.

Casas Afortunadas e Desafortunadas

William Lilly considerava as casa 8, 6 e 12 como desafortunadas. Um planeta estava afortunadamente localizado em uma casa de sua alegria ou em uma casa do qual era co-significador. Ele notou que o Sol e Marte nunca estavam bem colocados na segunda casa e que Marte era desafortunado nas casas 5, 7 e 9. O Sol e Júpiter ficavam bem na décima casa.

Casas Angulares

Casas 1, 4, 7 e 10.

Casas Cadentes

Casas 3, 6, 9, 12. Que “caem longe” dos ângulos.

Casas Derivadas

Um método de renumeração das casas de forma que o assunto ou pessoa perguntada torna-se a nova primeira casa e as outras casas são numeradas de acordo com a ordem ao longo do círculo a partir da nova primeira casa. Portanto, em uma pergunta sobre uma criança, a casa 5 natural torna-se a casa 1 da criança, a casa 6 natural torna-se a segunda casa da criança e assim por diante na seqüência do mapa.

Casa Diurna

O signo que um planeta rege no dia. Exceto a Lua, cujo Dia da Casa é Câncer, cada planeta rege um signo masculino por dia (numerado de modo desigual). A Lua tem somente uma “casa”, Câncer.

Casa Noturna

O signo que um planeta rege por noite. Exceto o Sol, cuja casa noturna é Leão, cada planeta rege um signo (de numeração par) por noite. O Sol tem no Leão sua única casa.

Casas no Sistema de Koch

Um sistema de divisão de casas desenvolvido pelo Dr. Walter Koch é baseado na divisão dos quadrantes da carta formados pelos eixos do Ascendente e do Meio-Céu em três segmentos de tempo iguais, ao invés dos três segmentos espaciais do sistema Regiomontanus. O método Koch, também chamado sistema do lugar de nascimento, é similar ao sistema mais antigo de Alcabitius.

Casas no Sistema de Regiomontanus

Um sistema de divisão de casas baseado na divisão dos quadrantes do equador definidos pelos eixos do Ascendente e do Meio Céu em arcos espaciais iguais que são projetados em direção à Eclíptica. Este sistema foi usado por William Lilly na resposta a perguntas horárias. Lilly começava suas casas 5º antes das cúspides de Regiomontanus. Este sistema é atribuído a Johannes Muller (Regiomontanus) que modificou o sistema mais antigo de Campanus. Neste sistema, a cúspide da casa é o ponto de máxima intensidade, não só a entrada da casa.

Casas Sucedentes

Casas 2, 5, 8 e 11. Elas seguem-se ou sucedem-se às casas angulares.

Cauda Draconis

Cauda do Dragão, ou o Nodo Sul da Lua.

Cazimi

Termo árabe que significa “coração do Sol” ou o planeta que está dentro de 0º17′ (17 minutos de arco longitudinal zodiacal) ficando assim ligado ao corpo do Sol. Tradicionalmente um planeta Cazimi está fortificado. Este termo está em desuso.

Combusto

Um planeta é combusto está localizado a 8º 30’ do Sol. A combustão queima e enfraquece o planeta. Tradicionalmente, a Lua está especialmente debilitada quando combusta. Alguns pesquisadores afirmam que tal posição tende a fortalecer a influência dos planetas envolvidos.

Conjunção

A união corporal (co-junção) de dois planetas, ou de um planeta com uma estrela fixa, ou de um planeta com um ponto no horóscopo tal como uma cúspide de casa ou uma parte árabe. Cada planeta carrega uma orbe de influencia e os planetas estão em conjunção quando estão próximos o bastante para que seus orbes entrem em contato e uma mistura dos “raios” ocorra.

Consideração antes do Julgamento (Restrições contra o Julgamento)

Em uma carta horária, uma condição que acautela contra a leitura da carta por não ser radical ou não permitir o julgamento. Os astrólogos tradicionais às vezes recusam ler um mapa horário se surgir uma consideração antes do julgamento. Os astrólogos modernos às vezes chamam-na de “restrições” e encaram-nos como avisos para que sejam cautelosos. Algumas vezes as considerações antes do julgamento fornecem informações relevantes sobre a pergunta. Uma consideração fundamental é que perguntas sinceras produzem mapas válidos. Algumas das considerações clássicas antes do julgamento são: a) Menos do que 3º ascendendo: pergunta prematura b) Mais do que 27º ascendendo: uma pergunta ultrapassada no tempo c) Lua na Via Combusta: não é seguro julgar a menos que esteja conjunta a Spica. d) Lua em grau final, especialmente em Gêmeos, Escorpião ou Capricórnio: não é seguro julgar e) Lua Fora de Curso. William Lilly escreveu: “Todos as formas de um assunto dificilmente seguem adiante, a menos que os principais significadores estejam muito fortes, quando a Lua está Fora de Curso. Ainda assim, a Lua é capaz de alguma realização quando fora de curso em Touro, Câncer, Sagitário ou Peixes”. A presença da Lua em Touro, Câncer, Sagitário ou Peixes diminui um pouco o efeito de estar Fora de Curso. f) Saturno retrógrado na Primeira Casa: Os assuntos geralmente não tem bom desenvolvimento. g) Saturno na Sétima Casa : o julgamento do astrólogo está enfraquecido. Jonathon Clark adiciona: “a menos que a pergunta seja a respeito de um assunto da sétima casa”. h) O regente da Casa 7 aflito: o astrólogo terá dificuldades de responder a pergunta. i) Lua Fora de Curso: nada advirá do assunto. A Lua pode agir quando Fora de Curso em Touro, Câncer, Sagitário ou Peixes. j) O regente do Ascendente está combusto com o Sol: o interrogante está muito preocupado e o astrólogo pode estar trabalhando com informações inadequadas. Lilly comenta que um regente de Ascendente combusto significa que a pergunta não será levada em consideração nem o interrogante se orientará pelo mapa. (NT: o termo em ingles “Strictures against Judgement” designa o que em portugues seria melhor traduzido por “Restrições contra o Julgamento”, onde também Judgement origina-se do inglês medieval jugement, do francês antigo jugier, julgar, e do latim iudicare).

Constelação

Um grupo de estrelas que foram chamadas a partir da figura ou animal que as representavam. O círculo das 12 constelações do zodíaco, atravessadas pela eclíptica, constituem o zodíaco Sideral.

Contrantíscio

Também chamado de contrascion. O contrantíscio de um planeta é aquele ponto que fica na mesma distancia do eixo equinocial, mas no seu lado oposto, 0º Áries – 0º de Libra. O contrantíscio de um planeta é sempre oposto a seu antíscio em uma distancia angular de 45º. Por exemplo, o contrantíscio de 5º de Áries é 25º de Peixes; o contrantíscio de 10º de Touro é 20º de Aquário; e o contrantíscio de 11º de Câncer é 19º de Sagitário. Contrantíscios são reflexos que cruzam o eixo horizontal do zodíaco natural.

Contraparalelo

Podem ser: Contraparalelos de Latitude (quando dois planetas tem latitudes norte e sul da Eclíptica iguais mas opostas) e Contraparalelos de Declinação (quando dois planetas tem declinações iguais e opostas, medidas de norte a sul do Equador Celeste). Muitos astrólogos interpretam os contraparalelos como simbolicamente semelhantes às oposições.

Contrariedade dos Planetas

Dariot escreveu: “Esta contrariedade acontece quando um planeta pesado está colocado no meio, entre dois planetas leves, o primeiro aplicando em direção ao planeta mais pesado e o terceiro estando retrógrado, ligando-se ao segundo e em seguida ao primeiro. Pois não apenas a conjunção do primeiro com o segundo é obstruído, mas também a terceira é ligada com a segunda e a primeira”. Dariot dá o exemplo de Mercúrio aplicando em conjunção ao Sol por movimento direto e Vênus aplicando em conjunção ao Sol em movimento retrógrado. Mercúrio e Vênus são ambos “mais leves” do que o Sol. Neste exemplo, Vênus faz a conjunção com o Sol antes do que Mercúrio o faça e então Vênus move-se em retrogradação para fazer a conjunção com Mercúrio e, portanto “obstrui a conjunção corporal do Sol e Mercúrio”.

Co-significadores

Co-regentes. O planeta regente do signo da cúspide de uma casa é o significador primário. Planetas dentro da casa são co-significadores. Se um signo está interceptado em uma casa, o regente deste signo é co-significador. A Lua sempre co-rege o interrogante.

Corte de Luz

Zadkiel define como “corte ou prevenção de qualquer coisa indicada por um aspecto, através de outro”. O corte ocorre quando, antes de um aspecto entre dois significadores estar perfeito, um dos significadores primeiro aspecta um planeta mais lento, ou um planeta mais rápido aspecta um dos significadores primeiro.

Em qualquer dos casos a luz do significador que está se aproximando é cortada pelos raios do terceiro planeta que cai, por aspecto ou conjunção, entre os dois outros que estavam formando o aspecto. Simbolicamente o corte pode interferir com o que estiver sendo prometido pelo aspecto que estava sendo formado entre os significadores. Sinônimo: Frustração.

Culminação

1) A chegada de um planeta no meio-céu (MC, meridiano superior). Algumas vezes chamado. 2) Culminação também se refere à perfeição de um aspecto, o ponto onde o aspecto se torna exato.

Cúspide

O limite entre uma casa e outra, ou entre um signo e outro. Os antigos consideravam um planeta a 5º da cúspide de uma casa como estando já na próxima casa. Esta regra pode derivar da ascensão heliacal dos planetas quando eles estão obscurecidos pelos raios do Sol, ou pode ter derivado da noção de que as cúspides das casas têm um orbe de influência que se estende por 5º na casa precedente. Assim, por alguns minutos após a alvorada, o Sol permanece na primeira casa. Algumas vezes os aspectos nas cúspides de casas relevantes fornecem informações úteis em questões horárias. Campanus e Regiomontanus encaram as cúspides das casas muito mais como pontos de máxima influência ou intensidade do que pontos de início da casa.

Debilidade

Condição fraca ou afligida de um planeta. Os planetas no signo de seu Detrimento ou Queda, ou em casas opostas à sua casa natural regida pelo planeta, estão debilitados.

Decanato

Decano é a divisão de cada signo em três segmentos de 10º. Há uma divisão hindu de cada signo em três decanos regidos pelos três signos de cada elemento. Há uma divisão caldaica de cada signo em três faces de 10º regidos pelos sete planetas clássicos em uma ordem caldaica, começando com Marte que rege o primeiro decano de Áries.

Declinação

Medida da distancia angular acima ou abaixo do Equador Celestial.

Decúbito

Um mapa levantado para o momento em que a pessoa adoece ou vai para o leito por doença. Regras horárias são usadas para interpretar um mapa de decumbitura. O Ascendente significa a pessoa doente. William Lilly parece ter interpretado a pergunta “Está o ausente vivo ou morto?” como uma variante de mapa de decumbitura quando a pessoa que indaga não tem nenhuma relação com a pessoa ausente. Lilly diz que quando o “Interrogante não tem relação com a parte, então a primeira casa, o senhor daquela casa e a Lua deverão significar a pessoa ausente”. A casa 8 e os planetas ai colocados ou dentro de 5º com a casa 8 mostram a morte da pessoa ausente.

Detrimento

Um signo oposto àquele regido pelo planeta. Por exemplo, o detrimento da Lua é Capricórnio porque a Lua rege o signo oposto, Câncer. Estar em detrimento enfraquece o planeta e é uma debilidade. Uma pessoa representada por um planeta pode sentir-se fora, desclassificada, obrigada a trabalhar e funciona com desvantagem.

Dias Críticos

Aqueles dias nos quais a Lua em transito forma aspectos sucessivos de 45º a sua posição original em um mapa de doença ou de um evento. Estes dias marcam pontos críticos tensos para doenças ou eventos. Crises favoráveis ocorrem quando a Lua forma aspectos de 60º sucessivos com sua posição radical. Uso mais comum em mapas de decumbitura.

Dignidade

Uma condição que fortalece a influência de um planeta. A dignidade pode ser Essencial devida a uma afinidade ou simpatia de um planeta com uma região particular do Zodíaco, ou Acidental devido à sua posição de casa, movimento planetário, aspectos favoráveis etc.

Dignidade Acidental

Localização que fortalece um planeta por causa de sua posição, aspecto ou movimento favorável nos céus em um determinado tempo; não é nenhuma das dignidades essenciais devidas à posição zodiacal como descrita por Ptolomeu. William Lilly deu alguns exemplos de dignidade acidental: “Direto, veloz em movimento, Angular, em Trígono ou Sêxtil com Júpiter ou Vênus, etc., ou em Conjunção com certas estrelas fixas notáveis”

Dignidade de Domicílio

Um planeta em seu próprio signo de domicílio tem dignidade de domicílio. Por exemplo, o Sol tem dignidade domiciliar em Leão e Saturno tem dignidade domiciliar em Capricórnio ou Aquário.

Dignidade Essencial

Uma região do zodíaco onde um planeta tem afinidade especial e, portanto é mais poderoso. Dignidade essencial pode ocorrer por regência de signo (domicílio), exaltação, triplicidade, termo ou face (listada em ordem da mais forte a mais fraca). Pessoas representadas pelos planetas com dignidade de domicílio são normalmente bem situadas e poderosas; quando o são por planetas exaltados, orgulhosas, proeminentes, insubmissas; por planetas em sua triplicidade, em boas condições; por planetas em seus próprios termos, respeitáveis, mas não especialmente poderosas; por planetas em sua própria face, levemente dignificadas ou como “um homem prestes a partir”.

Diminuição da Luz

Normalmente se diz da Lua quando se aproxima ao Sol na seqüência dos signos, em seu trajeto para formar a conjunção (Lua Nova) após sua oposição (Lua Cheia). Quando decresce em luz, a Lua forma uma série de aspectos à esquerda do Sol.

Direções por Casa

As casas são relacionadas com as direções da bússola com o Ascendente apontando o leste, o descendente o Oeste, e no hemisfério norte acima do Trópico de Câncer, o IC aponta o Norte (ao longo da Eclíptica ou da trilha do Sol); e o MC aponta para o Sul (em direção à Eclíptica). As casas intermediárias correspondem às direções intermediárias da bússola.

Direções por Signo

Fogo: Leste
Áries – Leste
Leo – Leste pelo Norte
Sagitário – Leste pelo Sul

Água: Norte
Câncer- Norte
Escorpião – Norte pelo Leste
Peixes – Norte pela Água

Ar: Oeste
Libra – Oeste
Aquário- Oeste pelo Norte
Gêmeos – Oeste pelo Sul

Terra: Sul
Capricórnio – Sul
Touro – Sul pelo Leste
Virgem – Sul pelo Oeste

Dispositor

O planeta que rege o signo ou dignidade que outro planeta ocupa. Por exemplo, se Marte está em Libra, o dispositor de Marte é Vênus. Em adição, um planeta pode Dispor (Receber) por exaltação qualquer planeta em Áries porque o Sol está exaltado em Áries.

Duração de Tempo de Eventos ou Timing dos Eventos

Um método para estimar quanto tempo levará para que o assunto perguntado ocorra. Geralmente a duração é estimada pela casa combinada e a posição do signo do significador primário mais rápido envolvido em um aspecto que responde a pergunta. De todos os signos, os cardinais são os mais rápidos, os mutáveis mais lentos e os Fixos os mais lentos de todos. Das casas, a Angular é a mais rápida, a Sucedente mais lenta e a Cadente mais lenta de todas. A grade seguinte ajuda na estimativa de duração do tempo. A unidade de medida é o número de graus que o aspecto entre os dois significadores principais leva para ficar exato. Às vezes o próximo aspecto que a Lua faz com um significador mostra o tempo. A duração do tempo pode ser indicada simbolicamente como na tabela abaixo, ou o evento pode ocorrer quando os dois planetas formam um aspecto partil nas efemérides (tempo real).

Com relação ao tempo dos eventos, Jonathon Clark comentou: “eu pensava que era estimado pela combinação mais lenta. Entretanto, por experiência eu diria que cada mapa tem de ser considerado por seus próprios méritos. Parece ser, para mim, um dos aspectos mais difíceis de toda a arte e, claro que é uma das informações mais cruciais que a pessoa pergunta”.

East Point

O ponto no Equador Celeste que ascende no Horizonte a Leste por ocasião do nascimento. O East Point é a intercessão do Horizonte Leste, da Prima Vertical e do Equador Celeste. O Ascendente é a intercessão do Horizonte Leste com a Eclíptica.

Eclíptica

A trilha aparente do Sol na Esfera Celeste na astronomia centrada na Terra. A Eclíptica tem uma inclinação de 23,5º com relação ao Equador Celeste. A via solis ou trajetória do Sol adquiriu a denominação de eclíptica, pois é ao longo de sua trajetória, nos pontos onde corta o equador celeste, que ocorrem os eclipses.

Elementos

São as categorias fundamentais para a classificação dos signos: Fogo, Ar, Terra e Água.

Equador Celeste

A projeção do Equador da Terra sobre a Esfera Celestial, no mesmo plano que o equador terrestre.

Equinócio

Os pontos onde o Equador intersecciona a Eclíptica. O Equinócio Vernal é a 0º de Áries. Equinócio de Outono é a 0º de Libra. Áries e Libra são signos Equinociais.

Esfera Celestial

É a esfera imaginária cujo centro é o centro da Terra e na qual as estrelas fixas, planetas, Sol, Lua e zodíaco estão localizados.

Esquema do Céu

Um termo que William Lilly usava para um mapa horoscópico.

Estacionário

Um planeta estaciona quando parece sem movimento antes de reverter a direção da sua órbita como vista da Terra. Assim, um planeta pode estacionar (parecer parar e então mover-se na direção oposta) quando indo de retrógrado a direto, ou de direto a retrógrado. Planetas estacionados são considerados bastante influentes. Quando entrando em retrogradação, simbolizam uma reversão ou demora. Quando tornam-se diretos, indicam um reavivamento ou renovação. O Sol e a Lua nunca ficam estacionários e nunca retrogradam.

Estrelas Fixas

São aquelas estrelas que estão fora de nosso sistema solar e que parecem estar estacionárias na esfera celeste quando comparadas ao caminhar do Sol, Lua, planetas. As estrelas fixas da abóbada celeste na qual o sol, a Lua e os planetas parecem estar se movendo. Por causa da precessão as “estrelas fixas” parecem mover-se para diante no zodíaco tropical em uma taxa de 50.23 segundos de arco por ano, 8 minutos a cada 10 anos ou um grau a cada 72 anos.

Exaltação

Um signo no qual um planeta funciona bem. Uma forma de dignidade essencial. Em astrologia horária, um significador exaltado pode representar uma pessoa arrogante “assumindo mais do que deve, ou alguém que pensa muito bem de si mesmo (a)”. Dorothy Kovach questiona o uso da palavra “arrogante” aqui e verificou não ser este o caso em seus mapas horários.

Face

A forma mais fraca de dignidade essencial, “como um homem prestes a partir”. Cada signo é dividido em três faces de 10º e um planeta diferente tem dignidade em cada face do signo.

Fora de Curso

Um planeta está Fora de Curso por um período no qual ele não forma aspectos principais (0, 60, 90, 120, 180 graus) na sua ronda pelo zodíaco. Na definição moderna, a Lua ou um planeta estão fora de curso se não fazem nenhum Aspecto Ptolomaico antes de deixar o signo em que estão. Também, os planetas exteriores, Urano, Netuno e Plutão estão incluídos na definição moderna. No dizer de William Lilly, a Lua está fora de curso quando não está dentro de um orbe aplicativo a um aspecto mais importante com nenhum dos sete planetas clássicos (Lua até Saturno). Um significador fora de curso é normalmente ineficaz (mas o efeito pode ser diminuído em Touro, Câncer, Sagitário e Peixes). Estar Fora de Curso pode indicar uma falta de propósito ou um esforço sem propósito definido. Uma Lua fora de curso usualmente significa que nada advirá do assunto, ou não há nada que a pessoa que interroga possa fazer que altere o resultado. Como um cheque em branco, ela não compra nada. Lilly diz “raramente você verá um negócio ir adiante graciosamente” quando a Lua está Fora de Curso. Ele assinalou que um planeta está Fora de Curso quando ele “está separado de um planeta”. Enquanto a Lua está ainda se separando, não está fora de curso. Com relação ao uso que Lilly faz do termo, Jonathon Clark mencionou que ele tem “uma carta onde a Lua está fora de curso já no início de Capricórnio e ainda assim funciona. Penso que é importante olhar a seqüência – nada acontece enquanto está fora de curso mas uma vez que ocorre a próxima aplicação, então existe ação.”

Força Planetária

O poder de um planeta em um mapa horário deve-se à soma total das dignidades ou debilidades do planeta, tanto essenciais quanto acidentais. Em algumas perguntas a força relativa e a posição de casa dos regentes principais determinarão a resposta. Por exemplo, em decisões de justiça qualquer regente que tenha a maior dignidade (força) e mais aspectos favoráveis ao regente da cúspide da 10º ou o planeta (juiz) ganhará o caso.

Fortunas

Planetas benéficos, especialmente Vênus e Júpiter. Também o Sol e a Lua quando livres de aflição. O Nodo Norte da Lua e a Parte da Fortuna são considerados pontos afortunados. Spica e Regulus são potentes estrelas fixas benéficas.

Frustração

William Lilly usou “frustração” para referir-se a problemas com relação à operatividade de uma Conjunção: “quando um planeta suave ligar-se-ia corporalmente com um mais pesado, mas antes eles formam uma conjunção, o planeta mais pesado está ligado a outro e, portanto a Conjunção do primeiro é frustrada”. A frustração interfere com a perfeição do assunto. Muitos escritores consideram o Corte e Frustração como sendo sinônimos, então quando um planeta está para formar aspectos com dois outros planetas, o aspecto que aperfeiçoa primeiro causa um corte de luz que frustra a influencia do segundo aspecto. Na definição de Lilly, um planeta mais rápido está para fazer conjunção com um mais lento ao qual acontece de fazer uma Conjunção com um planeta diferente antes que o mais rápido deles possa alcançá-lo.

Grande Círculo

Um círculo, seja na superfície da Terra ou na Esfera Celestial cujo plano passa através do centro da Terra. O meridiano e a prima vertical são exemplos dos grandes círculos.

Grau Crítico

De acordo com astrólogos modernos, graus críticos marcam limites entre as mansões Lunares. Também chamados críticos são os graus que ficam no começo ou no final (0º e 29º) dos signos zodiacais (Ivy Jacobson). Os graus críticos das mansões lunares são: 0º, 12º 51′, 25º 43’de signos Cardinais; 8º 34′ e 21º 26’dos signos Fixos; e 4º 17′ e 17º 09′ dos signos Mutáveis. Willian Lilly não usa este conceito na sua obra Christian Astrology  (1647).

Grau de Nodo

O mesmo grau, a despeito de sua posição de signo, como os Nodos Médios da Lua. Portanto, se o Nodo Norte está a 12º Câncer 17′, então um planeta que está do 12º 0′ até o 12º 59′ de qualquer signo está em um grau nodal e às vezes significa um evento de destino, ocasionalmente uma tragédia ou fatalidade com relação àquele assunto. Quando um significador está em um grau nodal, algo fatídico, além do controle do interrogante, pode ocorrer com relação ao assunto. O grau Nodal pode ser desafortunado, mas eu tenho visto muitos mapas com os significadores em graus nodais onde nada de incontornável aconteceu.

Habitando as Casas

De acordo com William Lilly “as coisas às vezes chegam à perfeição por estarem os planetas habitando as casas, como exemplo quando o Significador da coisa inquirida está casualmente posicionado no Ascendente; como se quando alguém pergunta se obterá tal Lugar ou Dignidade, então se o Senhor da décima está colocado no Ascendente, ele obterá o Benefício, o Trabalho, o Lugar ou a Honra desejadas. Esta regra dos Antigos não se prova verdadeira, nem se sustenta na razão, exceto admitirão eles, quando a Lua, além de estar habitando a casa, transfira a luz do Significador da coisa desejada ao Senhor do Ascendente”. A idéia de habitar nas casas está relacionada com a idéia de “posicionamento”.

Hayz

Um planeta masculino e diurno acima do horizonte em um signo masculino quando é de dia; ou um planeta noturno e feminino abaixo do horizonte em um signo feminino à noite. Uma forma de dignidade acidental afortunada. Os planetas femininos e noturnos são a Lua e Vênus. Os planetas diurnos e masculinos são o Sol, Júpiter e Saturno. Marte é masculino, mas não noturno.

Horas Planetárias

Estas variam de acordo com o lugar para onde foram calculadas. O período do Nascer do Sol ao Por do Sol é dividido em doze partes iguais chamadas “horas”. A primeira hora do dia, começando no Nascer do Sol, é regida pelo regente do dia. Por exemplo, a primeira “hora” depois do amanhecer na segunda-feira é regida pela Lua, a terça-feira por Marte, a quarta-feira por Mercúrio, a quinta-feira por Júpiter, a sexta-feira por Vênus, o Sábado por Saturno, e o Domingo pelo Sol. As horas restantes recebem regências de acordo com a ordem caldaica (Saturno, Júpiter, Marte, Sol, Vênus, Mercúrio, Lua) de forma que a 1ª, 8ª, 15ª, e 22ª horas são regidas pelo mesmo planeta. Tradicionalmente, para um mapa horário ser considerado radical, o regente da hora planetária tem de ser compatível com o regente do Ascendente horário. O regente da hora e o regente do Ascendente tinham de ser o mesmo planeta, ou os dois regentes tinham de ter a mesma natureza ou triplicidade. Na astrologia eletiva, é considerado afortunado agir durante a hora planetária cujo regente forma um bom aspecto com a Lua, especialmente se o regente da hora é também o regente do dia e o planeta que rege a hora também rege o assunto da eletiva.

Horizonte

O Horizonte Visível ou Aparente é um circulo que abarca o que o observador pode ver na superfície da Terra. Ele é o círculo formado onde o céu em volta do observador encontra a terra. O Horizonte Verdadeiro ou Racional é um grande círculo paralelo ao horizonte visível cujo plano segue através do centro da Terra. O Horizonte Celestial é o horizonte racional estendido infinitamente em direção ao espaço que intersecciona a Esfera Celestial.

Impedimento

Qualquer fator que enfraquece um significador. Mal aspectado, especialmente pelos maléficos. Aflição. Obstáculo.

Imum Coeli

O ponto da Eclíptica oposto ao Meio-Céu. O ponto onde a Elíptica intersecciona o meridiano abaixo do horizonte. Ele difere do Nadir, que é o ponto oposto ao zênite (diretamente abaixo dos pés da pessoa se descrevermos uma linha através do observador desde o centro da terra).

Inconjunto

De acordo com Ptolomeu, signos que tenham um ou cinco signos de distancia um do outro, correspondendo ao moderno Semi-Sêxtil (30º) e Quincunce (150º). Signos inconjuntos também são chamados signos dissociados. Signos em uma relação de “inconjunção” não se relacionam um com o outro de acordo com as razões da escala musical e, portanto não participam da harmonia das esferas.

Infortúnios

Tradicionalmente os maléficos, Marte e Saturno. O Nodo Sul da Lua é um ponto desafortunado. Várias estrelas maléficas podem agir como infortúnios, especialmente Caput Algol.

Interceptados

Um signo é interceptado quando ele está completamente dentro de uma única casa e não ocupa a cúspide ou o final de nenhuma casa. Um planeta está interceptado quando está em um signo interceptado. No hemisfério norte os signo de ascensão curta (Capricórnio até Gêmeos) são mais freqüentemente interceptados. Estar interceptado pode restringir a liberdade de ação do planeta. Dorothy Kovach acrescenta que na horária tradicional, se um signo está interceptado, o regente do signo interceptado torna-se o co-regente daquela casa. Jonathon Clark acrescenta que casas e planetas interceptados mostram algo que não é a primeira vista óbvio, ou algo escondido.

Interrogante

Aquele que indaga. A pessoa que pergunta a questão horária.

Latitude Celestial

Uma medida de distancia angular acima ou abaixo da Eclíptica.

Localizar a Pergunta

O método para identificar quais as doze casas mundanas relacionam-se com a pergunta horária. Os planetas que regem os signos nas cúspides daquelas casas tornam-se significadores decisivos. A menos que a pergunta esteja localizada nas casas apropriadas, a resposta dada pelo aspecto entre os significadores não será nada além de uma chance.

Localização por Elementos

Se o regente de um objeto perdido está em um:

• Signo de Fogo – tamanho médio, a meio caminho de uma dependência, perto de um muro, perto de algo conectado com calor ou fogo.

• Signo de Terra – perto da terra, ou no subsolo, no primeiro andar, no andar térreo.

• Signo de Ar – no alto de um cômodo, no andar superior, no teto, na água-furtada, perto da janela.

• Signo de Água – em local baixo de um cômodo, perto da água ou nos seus encanamentos, ou em um banheiro.

Localização por tipo de Casa

Se o regente de um item perdido está em uma:

• Casa Angular – Está próximo, ou onde o interrogante passa muito tempo. Será fácil achá-lo. A primeira casa é onde o interrogante “mais freqüenta… ou estoca seus bens” A 4ª casa é “onde a pessoa mais velha da casa habita, ou anteriormente mais freqüente, ou no meio da casa, ou em sua parte mais antiga, onde ou seu Pai ou algum outro homem antigo habitou”. A 7ª casa é “onde sua esposa, ou as empregadas tem mais trabalho”. A 10ª casa refere-se a “sua Loja, se ele é um mercador; se um cavalheiro, na sua sala de jantar ou no hall; se um fazendeiro, na sala comum de sua casa, ou no primeiro cômodo depois da entrada da casa.

• Casa Sucedente – É difícil de achar e não está em um local usual.

• Casa Cadente – Poderá estar distante, difícil de encontrar e pode não ser encontrada

Longitude Celestial

Uma medida de distancia angular ao longo dos 360º da Eclíptica começando no primeiro ponto de Áries, o equinócio vernal.

Lua

A Lua é importante na horária como uma co-significadora universal do interrogante e da pergunta. A posição da Lua por casa e signo freqüentemente mostra onde o interesse do interrogante está. De acordo com Watters, a Lua rege funções. Barclay diz que a Lua é “como um verbo”. Ela mostra ação e temporalidade. Quando a Lua não forma aspectos, ela está Fora de Curso e pouco o interrogante pode fazer a respeito do assunto. Todos os aspectos que a Lua forma enquanto está em seu signo no mapa horário, tanto antes quanto após a pergunta, mostra os eventos na vida do interrogante que precedem e sucedem a pergunta, sejam relacionados ou não com a pergunta.

Luminares

O Sol e a Lua.

Maléfico

Um planeta desafortunado. Tradicionalmente Marte e Saturno. Autores modernos freqüentemente incluem Urano, Netuno e Plutão. O Nodo Sul da Lua é um ponto maléfico. Há muitas estrelas fixas maléficas, especialmente Algol.

Mansões Lunares

Uma das 28 divisões do círculo do zodíaco usadas para designar a posição da Lua em um determinado dia do mês lunar de 28 dias. Alguns astrólogos horários modernos encaram as cúspides das Mansões Lunares como sendo graus críticos que indicam uma crise ou um ponto crítico no assunto inquirido.

Matutino

É dito de um planeta que se eleva na manhã ao leste antes do nascer do Sol.

Meio do Céu

É o grau mais elevado do zodíaco, onde o Sol está no Meio Dia do tempo local médio. O ponto de culminância do Sol. O ponto mais alto da Eclíptica onde ela intersecciona o meridiano. O MC não deveria ser confundido com o zênite, que está diretamente acima da linha descrita através do observador a partir do centro da Terra. O MC está na eclíptica, que é a trilha do sol através do céu. No hemisfério norte a eclíptica fica ao sul do observador; é u grande círculo que forma um ângulo de 23,5º com relação ao equador celeste.

Meridiano

O grande círculo que passa através dos pontos Norte e Sul do Horizonte e através do zênite do observador. O Sol permanece no meridiano no meio dia aparente.

Modus Equalis

Termo antigo para o que agora chamamos de sistema de casas iguais.

Movimento Diário

O padrão de movimento de um planeta durante o período de 24 horas. Movimentar-se mais lentamente do que o padrão é uma debilidade. A lista abaixo dá o padrão dos sete planetas visíveis de um ponto de vista geocêntrico:

Lua: 12 d 10 m 35 Seg.
Sol: 0 d 59 m 08 Seg.
Mercúrio: 0d 59min 08 Seg. (mesmo que o do Sol)
Vênus: 0d 59 min. 08 Seg. (mesmo que o do Sol)
Marte: 0 d 31 min. 27 Seg.
Júpiter: 0d 04 min. 59 Seg.
Saturno: 0 d 2min. 1 Seg.

Note que o Sol, Mercúrio e Vênus tem o mesmo movimento diário padrão do ponto de vista da astrologia geocêntrica, desde que eles movimentam-se juntos como um grupo (como um mini-sistema solar) em volta da terra, que e o centro do universo geocêntrico. Tem ocorrido certa confusão a respeito destes valores, porque Mercúrio chega a movimentar-se, por dia, de 1º 40′ (rápido) até 1º 06′ (lento). Conclui-se disso que o padrão de movimento médio padrão da velocidade mais rápida e da mais lenta de Mercúrio é de 1º 23′, a qual é a mais rápida do que seu padrão de movimento diário durante o curso de um século. Da mesma forma, Venus tem uma velocidade mais rápida de 1º 12′ por dia e uma velocidade menor de 1º 2′ por dia. Disso concluímos que o padrão de velocidade médio de Vênus é de 1º 12′, que é mais rápida do que seu movimento padrão diário durante um século. Para maiores detalhes, veja o artigo de Jonathon Clark The Horary Practionner, 1996.

Movimento Direto

Movimento de um planeta na ordem dos signos do zodíaco de Áries, Touro, Gêmeos, etc. Movimento retrógrado está em oposição ao movimento direto.

Movimento Lento

Diz-se de um planeta quando ele está andando mais lentamente do que seu padrão ou movimento diário. Uma forma de debilidade.

Movimento Médio

A média ou movimento diário padrão dos planetas é a medida de sua velocidade padrão em graus e minutos por dia durante o curso de vários anos. O movimento diário padrão ou médio não deve ser confundido com o valor padrão do movimento mais rápido e mais lento dos planetas.

Movimento Rápido

Um planeta andando mais rápido do que seu movimento médio diário. Uma dignidade acidental.

Nadir

O ponto oposto ao Zênite diretamente abaixo do observador através do centro da Terra, não confundir com o Imum Coeli (Fundo do Céu).

Natureza dos Planetas

Planetas e signos podem ser classificados como quente, frio, seco e úmido. A seguinte grade auxiliará para referência fácil:

Sol: Quente e Seco
Marte: Seco e Quente
Júpiter: Quente e Seco
Vênus: Quente e Úmido
Saturno: Frio e Seco
Mercúrio: Frio e Seco
Lua: Frio e Úmido

Urano, Netuno e Plutão têm configuração análoga às de Mercúrio, Vênus e Marte.

Nodos da Lua

Os pontos onde a órbita da Lua cruza a Eclíptica. O Nodo Norte da Lua (Cabeça do Dragão) tem a natureza de Júpiter e o Nodo Sul (Cauda do Dragão) a natureza de Saturno. Os Nodos Médios da Lua são mais comumente usados em astrologia horária.

Objetos Perdidos

Posses pessoais (móveis versus propriedades imobiliárias) são indicados pela 2a casa. A casa e a localização do regente da 2ª casa normalmente fornece pistas para a localização do objeto perdido. A Lua rege fugitivos e itens perdidos. O dispositor da Roda da Fortuna pode também representar os pertences da pessoa. Em adição, um item particular pode ter um regente natural. O item perdido normalmente será encontrado se seu regente está retrógrado e/ou aplica-se a um aspecto favorável com o regente do possuidor. Na minha experiência uma Lua Fora de Curso freqüentemente significa que o item perdido será encontrado. William Lilly considerava os seguintes fatores na localização de itens que estavam faltando na casa de uma pessoa:

• O signo que está ascendendo, sua natureza, o quadrante do céu que significa.
• O signo onde o Senhor do Ascendente estava.
• O signo da 4ª casa.
• O signo em que o Senhor da 4ª estava.
• O signo em que a Lua estava.
• O signo da 2ª casa.
• O signo em que o Senhor da 2ª estava.
• O signo em que a Roda da Fortuna estava.

Lilly então considerava a “qualidade do Signo, que mostrava assim em qual parte da casa ele estava… de acordo como maior número de testemunhos”. Usando a idéia de que os signos de Fogo estão no leste; os de Ar, no oeste; os signos de Água, ao norte; e os signos de Terra, no sul. Em adição, Lilly olhava os “signos Aéreos, acima do chão; signos de Fogo, perto de um Muro ou Divisão de cômodo; signos terrosos, no teto, aquosos, próximos de um lugar úmido do cômodo etc.”

Obstáculo

Qualquer condição que impede o funcionamento de um significador.

Ocidental ao Sol

Um planeta é ocidental ao Sol quando ele ascende ou se põe depois do Sol. Se você rodar o mapa e colocar o Sol no Ascendente, os planetas abaixo do horizonte são ocidentais. A Lua, Mercúrio e Vênus estão acidentalmente dignificados quando ocidentais. A metade ocidental de um mapa entre o MC e a cúspide da 4ª é chamada de lado ocidental do mapa. Um planeta se pondo a oeste depois do Sol é também chamado “vespertino”.

Orbe de Influência

Orbe significa “esfera”. O orbe é medida como o diâmetro de uma esfera de luz imaginária que envolve um planeta. A luz dentro desta esfera é forte o bastante para formar aspectos com outro planeta através da mistura da luz que envolve o outro planeta. Pense em duas bolas de luz com os planetas no seu centro aproximando-se um do outro no espaço. Quando as superfícies destas bolas de luz formam um contato por conjunção ou aspecto importante, o aspecto começa a ter efeito. É como uma prática de alvo, na qual os raios do planeta mais rápido têm de bater na orbita em volta do centro do planeta mais lento. O orbe é duas vezes o meio-orbe. A soma dos meios-orbes dos dois planetas dá o máximo de distancia que os corpos planetários podem estar para formar um aspecto exato que seja efetivo.

Ordem Caldaica dos Planetas

Saturno, Júpiter, Marte, Sol, Vênus, Mercúrio, Lua. O primeiro (geocentricamente mais distante) planeta caldaico, Saturno, é o “mais pesado” ou “mais lento” e o 7º ou último (geocentricamente mais interno) planeta caldaico, a Lua, é a “mais leve” ou “mais veloz”.

Oriental ao Sol

Um planeta é oriental ao Sol quando ele nasce ou se põe antes do Sol. Se você rodar o mapa de modo que o Sol fique no Ascendente, os planetas acima do horizonte estão orientais ao Sol. Marte, Júpiter e Saturno estão acidentalmente dignificados quando orientais. William Lilly diz: “estar Oriental não é outra coisa que nascer antes do Sol: ser Ocidental é ser visto acima do Horizonte, ou se por, depois que o Sol se põe”. A metade leste de um mapa entre a cúspide da 4ª e o MC é chamada de lado oriental do mapa. Uma estrela ou planeta nascendo na manhã antes do sol é também chamada “matutina”.

Paralela de Declinação

Isto ocorre quando dois planetas estão no mesmo número de graus de arco Norte ou Sul do Equador Celeste. Muitos astrólogos consideram as paralelas simbolicamente semelhantes às Conjunções.

Paralela de Latitude

Isto ocorre quando dois planetas estão no mesmo numero de graus de arco Norte ou Sul da Eclíptica.

Partes Árabes

Ponto significativo na Eclíptica cuja posição deriva da combinação de outros pontos significativos ou de planetas. Por exemplo, a Parte da Fortuna é tão distante do Ascendente quanto a Lua é do Sol; Pars Fortunae era considerada o “horóscopo (Ascendente) da Lua”. Muitas partes não são verdadeiramente arábicas. Os astrólogos árabes elaboraram as listas de Partes (ou Lotes) que herdaram do antigo Egito, da Babilônia e das fontes gregas.

Parte da Fortuna

O ponto benéfico na Eclíptica que dista do Horizonte a leste a mesma distancia da Lua ao Sol. A Parte da Fortuna e seu dispositor são auxiliares em assuntos de finanças e para encontrar objetos perdidos. A formula é: Ascendente + Lua – Sol. William Lilly usava esta fórmula para todos os mapas, mas existe também uma tradição de reverter a fórmula para mapas noturnos, quando o Sol está abaixo do horizonte, PF = ASC + Sol – Lua (em mapas noturnos). Quando o nativo nasceu na Lua Nova, a Parte da Fortuna está conjunta ao Ascendente. Ptolomeu diz: “qualquer que seja a relação e o aspecto que o Sol tenha no horóscopo (Ascendente), a Lua também levará à Parte da Fortuna, e ela será como um horóscopo (Ascendente) lunar”. Jacobson acha, mas eu discordo, que se a Lua está em paralelo à Roda da Fortuna, ela não está fora de curso. Pela mesma lógica, se a Lua está paralela ao Ascendente ela não deveria estar fora de curso; mas Jacobson não tece nenhum comentário a respeito dos aspectos lunares ao Ascendente.

Perfeição

Quando um aspecto aplicativo entre dois planetas torna-se exato, diz-se que este aspecto “alcançou a perfeição”. Se o aspecto que significa um assunto pode ser levado à perfeição sem impedimento, então o assunto pode chegar a termo ou “levado à perfeição”. De acordo com William Lilly, os antigos descreviam muitas maneiras “de saber se uma coisa inquirida seria levada à perfeição, sim ou não”. Estas incluem:

1. Pelos significadores “acelerando rumo à conjunção”.

2. Pelos principais significadores aplicando “por aspecto de Sêxtil ou Trígono para além das boas casas onde eles estão essencialmente bem dignificados”.

3. “Quando os significadores aplicam por aspecto quadrado, onde cada planeta tem dignidade nos graus onde estão e aplicam-se nas casas boas e apropriadas”.

4. Às vezes por oposição “quando há recepção mútua por Casa, e além das casas amigáveis e a Lua está separando-se do Significador da coisa perguntada e aplicando-se presentemente ao Senhor do Ascendente”.

5. Por Translação de Luz.

6. Por Agregação de Luz.

7. “Pela ocupação (domicílio) dos Planetas nas casas, por exemplo, quando o Significador da coisa inquirida está casualmente posicionado no Ascendente e “quando a Lua, além de ocupar a casa, transfere a luz do Significador da coisa desejada ao senhor do Ascendente”.

Pesado

Diz-se que um planeta é pesado quando está se movendo lentamente. O mais lento de dois planetas é mais o pesado do que o mais rápido. O planeta mais pesado recebe um aspecto, o mais leve (mais rápido) envia um.

Planeta Benéfico

Um planeta que beneficia. São tradicionalmente: Vênus (o pequeno benéfico) e Júpiter (o grande benéfico). Além desses, a Parte da Fortuna e o Nodo Norte da Lua são considerados benéficos assim como várias estrelas fixas, principalmente Regulus e Spica.

Planetas Ascendentes

Planetas na primeira casa que estão se elevando em direção ao Ascendente (o interrogante) geralmente indicam o que está vindo na vida da pessoa que faz a pergunta. Os benéficos indicam coisas boas e os maléficos trazem tensão e stress. Aplicam-se freqüentemente: Mudanças da Lua: condições flutuantes, viagem. Tensão de Marte: briga, conflito, acidente, inflamação, cirurgia. Demora de Saturno: restrição, parada, obstáculo, dificuldade. Urano: coisas inesperadas ou súbitas, separação, quebras, divórcio. Netuno: decepção, confusão, auto-decepção, intriga, emocionalismo, impraticabilidade, choradeira, chateação, espiritualidade. Plutão: transformações, experiências intensas, desenraizamento. Barclay diz que Plutão representa “ejeção” “trazer à luz” em qualquer casa de um mapa horário.

Planetas Diurnos

Saturno, Júpiter, Sol.

Planetas Inferiores

Mercúrio e Vênus, cujas órbitas estão dentro da órbita da Terra. Os planetas inferiores ou interiores, como é mais usado atualmente, e a Lua estão acidentalmente dignificados quando eles se elevam após o Sol, ou seja, quando ocidentais ao Sol.

Planetas Noturnos

Lua, Vênus e Marte.

Planetas Femininos

Tradicionalmente a Lua e Vênus. Em adição, Mercúrio é feminino quando ligado a um planeta feminino e masculino quando ligado a planeta masculino.

Planetas Masculinos

Tradicionalmente o Sol, Marte, Júpiter e Saturno. Também Mercúrio, quando em conjunção ou em aspecto com um planeta masculino.

Planeta Peregrino

Estrangeiro; sem dignidade essencial. Um planeta peregrino é aquele que não tem dignidade essencial na sua posição corrente no zodíaco. Um planeta em qualquer de suas debilidades sem dignidade essencial também é considerado peregrino. Uma recepção mútua por signo ou exaltação pode terminar com a debilidade do estado de peregrino por dar ao planeta troca de status com uma de suas dignidades (embora permaneça peregrino). Planetas peregrinos na 2ª casa ou em uma casa angular podem representar um ladrão. Quando tais planetas estão em recepção mútua, eles podem indicar que o ladrão mudou de localização. Alguns astrólogos modernos, como Hubers e Noel Tyl tem chamado planetas sem aspecto de “peregrinos”. Esta redefinição desafortunada de um termo clássico amplamente usado pode confundir os estudantes.

Planetas Superiores

Aqueles além da órbita da Terra: Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Planetas superiores ou exteriores são acidentalmente dignificados quando eles elevam-se antes do Sol, isto é, orientais ao Sol.

Poder dos Aspectos

Em astrologia tradicional, a conjunção é mais poderosa, seguida em ordem decrescente de poder pela oposição, quadrado direito, quadrado esquerdo, trígono direito, trígono esquerdo, sêxtil direito, sêxtil esquerdo.

Ponto Solsticial

O mesmo que Antíscia ou Antíscio.

Posicionamento

Carol Wiggers divide as perguntas horárias em dois tipos: “horárias de perfeição” e “horárias de posicionamento” Horárias de perfeição requerem um aspecto aplicativo importante entre significadores para responder à pergunta. Horárias de posicionamento dependem da posição de casa dos significadores para responder a pergunta. Por exemplo, ao responder perguntas a respeito de objetos perdidos, dependemos da posição da casa e do signo dos significadores para descrever a localização do item perdido. William Lilly usou “posicionamento” para relatar a um interrogante sobre “qual a parte do mundo ele melhor faria indo ali viver”. Lilly respondeu: “O Senhor do Ascendente é o Sol, o qual está perto da cúspide da 9ª casa (significando longas viagens) o signo ali dentro é mutável; eu sugeri que ele estava decidindo-se repentinamente por uma estadia ao sudeste e àquelas partes do mundo que ficam a sudeste de Londres”.

Precessão dos Equinócios

O movimento “para trás” do equinócio vernal, que marca o 0º de Áries, contra o fundo das estrelas fixas. Um ciclo completo demora cerca de 25.800 anos. As forças gravitacionais do Sol, Lua e dos planetas na Terra causam um movimento em direção oeste na intercessão dos planos do Equador e da Eclíptica em uma taxa de cerca de 50.23 segundos de arco por ano, ou 1º a cada 71,5 anos.

Primeiro Vertical

O grande circulo vertical que intersecciona o ponto Leste- Oeste em qualquer ponto sobre a Terra e cujo plano é perpendicular ao plano do meridiano e que passa através do Ponto Leste, do Zênite, do Ponto Oeste e do Nadir de uma determinada localidade. Um observador que está de pé e olhando para o sul estaria no plano da prima vertical.

Proibição

A proibição ocorre quando um significador está se aplicando em um aspecto importante com outro, simbolizando a perfeição do assunto, mas um terceiro planeta aspecta um dos significadores antes que eles possam aspectar-se um ao outro. O terceiro planeta causa um Corte de Luz que proíbe o aspecto aplicativo entre os significadores de chegar à perfeição do assunto.

Quadrado

Outro nome para o aspecto de quadratura, um “sinal de imperfeita inimizade”.

Quadruplicidade

O conjunto de quatro signos com a mesma qualidade: Cardinal, Fixa ou Mutável.

Quadrantes

A roda do horóscopo é dividida em quatro quadrantes pela intercessão das linhas do horizonte e do meridiano. O primeiro quadrante contem as casas 12, 11 e 10. O segundo quadrante consiste das casas 9, 8 e 7. O terceiro quadrante contem as casas 6, 5 e 4. Finalmente, o quarto quadrante consiste das casas 3, 2 e 1.

Queda

Um signo oposto a outro no qual um planeta está exaltado. Um significador na sua queda pode indicar uma pessoa desafortunada, sem auxílio, insolvente ou cruel. Um planeta na sua queda pode literalmente referir-se a uma pessoa que decaiu ou está em queda, desgraçada ou que sofreu algum tipo de limitação. Em mapas a respeito de objetos perdidos, eles podem ter caído de onde estavam originalmente.

Quincúncio

O aspecto de 150º não é um Aspecto Ptolomaico. Imagina-se que indiquem ajustamentos necessários ou a reorganização do assunto horário. Signos em Quincúncio não preenchem nenhuma razão musical clássica entre si.

Radical

Relativo ao mapa de nascimento, também conhecido como carta – ou mapa – radical. Em astrologia horária um mapa radical é o que descreve a situação e é capaz de dar uma resposta válida. As considerações antes do julgamento avisam se o mapa é radical ou pronto para ser julgado.

Raios

Diz-se que um planeta está “sob os raios” do Sol quando ele está dentro do orbe de distancia do Sol. Portanto um planeta próximo 17º do Sol está “sob os Raios do Sol. Quando o planeta está na metade da órbita do Sol ele está combusto ou queimado pelos raios do Sol. Quando ele está a 17 minutos do centro do Sol ele está cazimi ou no coração do sol. Um planeta aplicativo envia seus raios à sua direita para formar um aspecto destro e à sua esquerda para formar um aspecto sinistro.

Recepção

Quando o planeta B ocupa uma região do zodíaco que é a dignidade essencial do planeta A, então o planeta A recebe o planeta B por dignidade, como se B fosse o visitante e A o hospedeiro. Portanto, se B está nos termos de A, então A recebe B por termo. Recepção e Disposição são sinônimos. Em outras palavras, A recebe B quando A dispõe de B através de qualquer das dignidades essenciais de A.

Recepção Mútua

Isto ocorre quando dois planetas recebem um ao outro em suas dignidades essenciais. Recepção mútua através de regência do signo é a mais forte. Pode haver recepção (em ordem de força) por signo, exaltação, triplicidade, termo ou face. Há também recepções mútuas mistas, como quando o planeta A está nos termos de B enquanto que o planeta B está em exaltação de A. De acordo com Guido Bonatus, “recepção abate todo o mal”. Alguns astrólogos acreditam que as recepções mútuas abrem saídas por que conferem troca de status, ou seja, se dois planetas estão em mútua recepção por signo ou exaltação, cada um dos planetas podem ser lidos com relação ao signo e a posição de grau do outro como se eles tivessem trocado posições no mapa. Recepção mútua por triplicidade, termo ou face são mais fracas e provavelmente não conferem troca de status.

Refreamento

Ocorre quando um aspecto aplicativo é refreado e não chega à perfeição. William Lilly encarava o refreamento como um evento onde um dos significadores ficava retrógrado enquanto o outro continuava a se mover para diante no zodíaco, prevenindo a perfeição do aspecto. Alguns astrólogos usam refreamento para referir-se a um aspecto que não se torna exato enquanto dois planetas permanecem no mesmo signo que eles ocupavam quando o mapa é calculada. Por exemplo, se o Sol está a 29º Touro e Mercúrio está a 1º Touro, quando Mercúrio mover-se adiante para formar a conjunção com o Sol o Sol terá entrado em Gêmeos e a conjunção em Touro terá sido refreada de acontecer. Aqui “perfeição é negada por que os significadores não podem encontrar- se nos signos em que habitam”. Lilly discute mapas nas quais um aspecto torna-se perfeito logo depois que um ou ambos os planetas saem de seus signos originais no mapa horário. Jonathon Clark apontou que Lilly está seguindo Abraham Ibn Ezra.

Regência Planetária Tradicional

• Sol: Leão.
• Lua: Câncer.
• Mercúrio: Gêmeos e Virgem.
• Vênus: Touro e Libra.
• Marte: Áries e Escorpião.
• Júpiter: Sagitário e Peixes.
• Saturno: Capricórnio e Aquário.

Regente do Dia

Sol: Domingo.
Lua: Segunda-feira.
Marte: Terça-feira.
Mercúrio: Quarta-feira.
Júpiter: Quinta-feira.
Vênus: Sexta-feira.
Saturno: Sábado.

Regulus

A estrela fixa benéfica favorita de William Lilly, a 29º 50′ de Leão no ano 2000. Uma Estrela Real da natureza de Marte e Júpiter. Significa honras, altos encargos, riquezas e fama; mas se aflita, perda do poder, violência, escândalo, desastre. Em minha própria experiência, não achei Regulus tão benéfica quanto Lilly reportou no século 17. Jonathon Clark apontou a proximidade do Sol natal do presidente Bill Clinton com Cor Leonis como um exemplo de astrologia natal. Ceder ou voltar atrás. Claude Dariot escreve: “Ceder ou voltar atrás é duplo, por assim dizer, da virtude e da luz; ceder à virtude é quando um Planeta estando em sua própria casa ou em qualquer de suas dignidades, controla outro que está combusto ou retrógrado; por que este Planeta, por sua imbecilidade que advém de sua retrogradação ou combustão, não pode manter ou preservar a virtude que o outro comunica ou lhe dá por aspecto, por exemplo, Vênus estando combusto em Touro cede à Lua a sua virtude, a qual esta lhe dá por meio de um aspecto Sêxtil. Tal desistência é boa e proveitosa se ambos os Planetas estão em ângulos ou em casas sucedentes, estando afortunados. Assim como se o Planeta que se aplica ao outro estiver em angulo, embora se o outro estiver em uma casa que é cadente (assim pode haver alguma recepção entre eles) seja indiferente. Finalmente, será proveitoso se aquele que cede sua virtude está em um ângulo; de outra forma ele é completamente improveitoso; ceder ou abdicar da Luz é, quando dois Planetas que não se mantém um ao outro com aspecto: ainda ambos os dois mantém algum outro Planeta: para tanto os Planetas juntam suas luzes e enviam-nas de volta, seja a si mesmos, ou a qualquer outro lugar do Zodíaco”.

Retrógrado

Movimento aparente na Eclíptica, em direção a oeste (“para trás”, contra a ordem dos signos), na direção oposta do movimento direto ou usual. Estar em retrogradação é uma debilidade acidental. Um significador retrógrado simboliza o retorno a um estado prévio. Alguém pode voltar atrás ou mudar sua intenção. Em mapas a respeito de pessoas, coisas ou animais ausentes, um significador retrógrado significa um.

Senhor

O senhor de um signo é o planeta que rege ou governa este signo. O senhor de uma casa é o planeta regente do signo na cúspide da casa.

Separação

William Lilly deu uma curiosa definição que a separação ocorre “quando dois Planetas partiram a seis minutos de distancia um do outro”. Os centros planetários começam a separar-se tão logo eles se distanciem do ângulo exato do aspecto, mas, porque os planetas são mais corpos do que pontos matemáticos é preciso 5 minutos de arco no céu noturno, daí uma vez que os planetas estivessem seis minutos distanciados um do outro, seus corpos não mais se ajuntavam e começavam a separar. Os planetas continuavam a se separar até que estivessem distanciados da soma de seus dois meios-orbes; então o aspecto não tinha mais efeito. Se um aspecto estava se separando apenas a cinco minutos, Lilly interpretava que o assunto significado pelo aspecto chegaria à perfeição em poucos dias antes, quando o aspecto estava exato mas agora “mantido em suspensão”, continuaria brecado até que a distancia entre os planetas se ampliasse e desintegraria quando a separação se tornasse completa.

Sêxtil

Um aspecto de 60º. “O aspectos Sêxtil e Trígono são argumentos de Amor, Unidade e Amizade; mas o trígono é mais eficaz”.

Signos Amargos

Termo arcaico usado para designar os Signos de Fogo, conhecidos por serem intempestivos, quentes e ásperos. O antônimo para eles são os Signos Doces.

Signos Bestiais

Áries, Touro, Leão, Sagitário, Capricórnio, por que eles representam criaturas de quatro pés.

Signos Bicorpóreos

Gêmeos, Virgem, Sagitário, Peixes.

Signos Cardinais

Áries, Câncer, Libra, Capricórnio, que correspondem aos Pontos Cardeais de uma bússola. Áries – Leste, Câncer- Norte, Libra – Oeste, Capricórnio – Sul.

Signos Comandantes

Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem – considerados os mais poderosos do que os outros seis signos por que estão mais próximos do zênite. Também chamados de Signos do Norte, detém poder sobre os Signos do Sul. Presumivelmente, quando o observador está ao sul do Equador, os signos do norte obedeceriam e os do sul comandariam. A astrologia horária tradicional desenvolveu-se no hemisfério norte e muitas de suas definições refletem este ponto de vista.

Signos Estéreis

Gêmeos, Leão, Virgem.

Signos de Água

Câncer, Escorpião, Peixes.

Signos de Ar

Gêmeos, Libra, Aquário.

Signos de Fogo

Áries, Leão e Sagitário.

Signos de Terra

Touro, Virgem, Capricórnio.

Signos do Norte

Os Signos Comandantes mais próximos do Zênite.

Signos do Sul

Signos Obedientes opostos aos Signos do Norte.

Signos Doces

Termo arcaico aplicado aos Signos de Ar, considerados doces.

Signos Femininos

Signos de Terra e Água. Os signos pares numerados ou “yin” do zodíaco natural.

Signos Ferais

De acordo com William Lilly, “Signos Ferais são Leão e a última parte de Sagitário”.

Signos Fixos

Touro, Leão, Escorpião, Aquário.

Signos Humanos

Gêmeos, Virgem, Aquário e a primeira metade de Sagitário.

Signos Mudos

Câncer, Escorpião, Peixes. Os Signos de Água não tem voz. De acordo com William Lilly, os Signos Mudos são “Câncer, Escorpião, Peixes; mais ainda se Mercúrio estiver em um deles, em Conjunção, Quadrado ou Oposição a Saturno”.

Signos Mutáveis

Gêmeos, Virgem, Sagitário e Peixes.

Signos Móveis

Os Signos Cardinais, os movimentadores e ativadores do zodíaco, a saber, Áries, Câncer, Libra, Capricórnio.

Signos Obedientes

Os Signos do Sul que se opõem aos Signos Comandantes.

Signos que se Avistam

Signos que tem a mesma declinação, ou estão a igual distancia dos trópicos, isto é, Áries e Virgem, Touro e Leão, Gêmeos e Câncer, Libra e Peixes, Escorpião e Aquário e Sagitário e Capricórnio.

Signos Tropicais

Câncer e Capricórnio, signos do solstício de verão e inverno, respectivamente, no hemisfério norte.

Significador

Um planeta que simboliza uma pessoa ou assunto relacionado com a pergunta horária. O significador principal é o planeta que rege a cúspide da casa relevante. Co-significadores incluem a Lua para o interrogante e qualquer planeta na casa em questão ou o planeta regente de um signo interceptado na casa relevante. Alguns planetas são significadores naturais como Vênus em perguntas de amor, Saturno em assuntos de obstrução e etc.

Sitiados

De acordo com William Lilly, um planeta está sitiado quando se aloja entre dois maléficos. De acordo com alguns autores modernos, um planeta está sitiado quando o último aspecto que completou e o próximo a formar será com um maléfico. Tradicionalmente, um planeta sitiado é o que está entre Marte e Saturno, e no mesmo signo que eles.

Sizígia

Um “jugo” freqüentemente aplicado em astrologia a Conjunções e Oposições. Em tabelas de marés oceânicas, a sizígia se refere a Lua Nova ou Cheia que ocorre próxima do Nodo Lunar. Ptolomeu refere-se a levar em conta a “sizígia que mais recentemente precedeu o nascimento, seja ela uma lua nova ou uma lua cheia”.

Sob Coerção

Quando o significador de uma pessoa está sitiado por dois maléficos dentro de orbes fechadas, diz-se que a pessoa está “sob coerção”.

Sob os Raios do Sol

Dentro de 8º 5′ e 17º. Esta é uma dignidade acidental suave. Maior do que o meio-orbe, mas menor do que a orbe a partir do centro do Sol. A origem deste conceito pode ser a ascensão heliacal da Lua a qual é obscurecida pela luz do Sol até que esteja a 17º distante deste. Jonathon Clark adiciona: “Embora as instruções para a celebração da Lua Nova a cada mês estejam contidas no Velho Testamento havia tradicionalmente uma segunda celebração que acontecia dois dias depois, na época em que a Lua podia ser realmente vista pela primeira vez; durante a Lua Nova ela era, é claro, invisível”.

Solstício

Os pontos na Eclíptica que mais distam do Equador, marcando o início do inverno (0º Capricórnio) e o início do verão (0º Câncer) no hemisfério norte. O Sol parece “parado”.

Spica

A Espiga da Virgem: uma estrela fixa muito benéfica a 23º 50′ de Libra no ano 2000, da natureza de Vênus e Marte. Um oásis de boa fortuna na antes chamada via crestada (Via Combusta) de 15º de Libra a 15º de Escorpião.

Tempo Local

Tempo do Sol. O tempo real em um lugar dentro de uma zona de tempo. Tempo local do meio-dia, que ocorre quando o Sol cruza o meridiano deste lugar. O tempo que nós marcamos em nossos relógios é o marcador de tempo da zona (TZ) e não o tempo local verdadeiro.

Termos

Uma forma de dignidade essencial. Cada signo é dividido em cinco segmentos desiguais chamados “termos”. Um dos cinco planetas clássicos (Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno) tem uma afinidade especial com um dos termos de cada signo. Porque o manuscrito original de Ptolomeu está perdido, há muitas variações a respeito desta tabela de termos. Quando um planeta ocupa os termos de outro, ele age “em termos” daquele planeta. Portanto Saturno nos termos de Vênus agiria “nos termos de” Vênus e perde um pouco de sua malevolência e Vênus nos termos de Marte não seria tão doce.

Translação de Luz

Tradicionalmente a translação ocorre quando um planeta mais rápido do que qualquer significador está se separando de um aspecto com o primeiro significador e está se aplicando a um aspecto com o segundo significador. O planeta que translada (transfere) a luz entre os significadores os quais por causa disso não se aplicam em um aspecto um ao outro. O significador do qual o planeta que translada está se separando deveria receber o planeta mais rápido em uma das suas dignidades essenciais.

Trígono

Um aspecto de 120º. “Os aspectos Sêxtil e Trígono são argumentos de Amor, Unidade, Amizade; mas o Trígono é o mais eficaz”.

Triplicidade

Uma dignidade essencial. Cada triplicidade consiste em um conjunto de três signos que pertencem ao mesmo elemento. De acordo com William Lilly, o Sol rege o Fogo durante o dia. Júpiter rege o Fogo durante a noite. Vênus rege a terra durante o dia e a Lua rege a Terra durante a noite. Saturno rege o Ar durante o dia e Mercúrio rege o Ar durante a noite. Marte rege a Água tanto durante o dia como a noite. De acordo com Ptolomeu, Vênus rege a Água durante o dia, e a Lua rege a Água durante a noite. Ptolomeu a Lilly concordam nas regências das triplicidades do Ar, Fogo e Terra Triplicidades do Dia e da Noite. Lilly usava o seguinte sistema de regência de triplicidades:

O sistema de Ptolomeu dos regentes do dia e da noite consistia de um regente diurno, um regente noturno e um regente combinado de cada uma das triplicidades como se segue:

Trópicos

As paralelas de latitude cerca de 23º 5´ Norte ou Sul do Equador.

Velocidade dos Planetas

A ordem comum da velocidade dos planetas é, do mais rápido ao mais lento: Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão. Às vezes Plutão está na órbita de Netuno e a rapidez dos últimos dois planetas é revertida. Um planeta mais rápido (mais leve) aplica-se por aspecto a um mais lento (mais pesado). Quando retrógrado, entretanto, um planeta mais lento pode aplicar-se a um mais leve; ou quando lento, um planeta mais leve pode receber o aspecto de um planeta mais lento que se move mais rápido. Quando um planeta está em movimento direto em direção à formação de um aspecto e o outro está em movimento retrógrado, falamos de “mútua aplicação”.

Vértex

Em geometria , um vértex, é o ponto central de um ângulo. Na astrologia é a intercessão oeste da Prima Vertical com a Eclíptica.

Vespertino

Refere-se a noite, especialmente ao início da noite; tradicionalmente aplicado a um planeta ou estrela que desaparece no horizonte logo após o pôr-do-sol.

Via Combusta

Caminho Ardente é a região que compreende o 15º de Libra ao 15º de Escorpião, considerada uma antiga zona maléfica e tumultuosa, da natureza de Marte, Saturno e agora também Urano. A Lua aqui possuí uma influência especialmente desafortunada para os antigos. Marc Jones achava que a Lua aqui mostra “um estado duvidoso de assuntos que resiste ao julgamento e que envolve uma perversa auto-satisfação na confusão”. Esta é uma consideração que muitos astrólogos ignoram. Jonathon Clark, entretanto, descobriu que a Lua na Via Combusta indica a aflição da pessoa que pergunta.

Zaminium

Outro termo para “Cazimi”, significando “no coração do Sol” usado por Guido Bonatus.

Zênite

O ponto na Esfera Celestial que está diretamente sobre a cabeça. Uma linha que vai do centro da Terra através do observador irá até o zênite. O ponto oposto ao zênite, diretamente abaixo do observador, é o nadir.

Zodíaco

A palavra zodíaco deriva do termo grego “zoe” que significa vida, zodíaco quer dizer círculo da vida e não exatamente, como se imagina, círculo de animais. Este círculo se inicia a 0º do signo de Áries e possuí uma faixa de cerca de 16º de largura cujo centro é a Eclíptica. O Sol, Lua e planetas (exceto Plutão) sempre transitam dentro da faixa do zodíaco.