Conheça seu Signo III

Sofia Chiostri - Ariete

Sementovski-Kurilo

Tratado Teórico e Pratico

Tradução: Claudio Fagundes

Áries

Quem tem Áries como tipo fundamental raramente engana-se a si mesmo ou às pessoas supervalorizando suas forças. Se se encontra em uma relação de dependência, imposta pelas circunstâncias da vida prática, raramente se dobra e, pelo contrário, reage com muita imprudência às demandas de seus superiores. Por outro lado, se se encontra em uma posição subordinada, de um modo ou de outro tentará impor a sua vontade aos indivíduos inferiores, o que significa, logicamente, divergências em questões completamente insignificantes.

O desejo de dominar aos outros requer coragem e audácia. Estas faculdades não faltam a Áries, tomando nele a forma de obstinação e teimosia, sobretudo quando encontra obstáculos inesperados. Nos casos em que logra realizar a sua própria aspiração, ou seja, dominar os outros; tende a tiranizar àqueles que soube submeter. O entusiasmo não é estranho a Áries, servindo em primeiro lugar de estímulo às forças de ação, apagando-se de modo tão rápido quanto se acendeu. Inflamar-se de improviso por algo e abandoná-lo depois com a mesma facilidade, é característica de Áries.

Atenuar os aspectos violentos e até certo modo antissociais de Áries se consegue apenas com muita paciência e bondade. Algumas vezes estes tipos se encontram completamente desarmados pela silenciosa e incondicional obediência de suas “vítimas”. De fato, a melhor arma contra sua prepotência é a resistência passiva. Temperamento fogoso e irritável, Áries tem necessidade de encontrar uma contínua oposição para ver sempre afirmada a sua própria superioridade, efetiva ou presunçosa, e gozar assim integralmente da alegria de seu próprio poder. A luta cai invariavelmente como o verdadeiro conteúdo da existência.

Quem combate sem trégua não tem tempo de refletir, de examinar quanto se propõe a fazer. Demasiado absorto em sua luta, descuida-se facilmente de sua própria intimidade. Indivíduos pouco evoluídos são geralmente superficiais. Outro perigo é o de associar-se apressadamente a outras pessoas sem aprofundar os motivos e as possibilidades dessas relações. Os casamentos de Áries estão, pois, caracterizados pelas diferenças e disputas; a outra pessoa deve ter a máxima prudência para evitar complicações mais graves; em muitos casos a separação definitiva se revela como fatal. A situação se apresenta afim nas amizades. Em geral, Áries, tendo desafogado a sua cólera, se arrepende de suas próprias violências e sofre pela discórdia que causou; não pode existir sem os outros, não pode viver em solidão.

Para realizar-se na vida prática, apesar da extremada impulsividade e da vontade tenaz, a Áries falta a constância, também em sua vida sentimental e especialmente na juventude; oscila em suas paixões e só raramente se liga com abandono incondicional e de uma forma duradoura a outra pessoa. É frequente a sua infidelidade no matrimônio e na amizade.

Essencialmente masculina, a natureza de Áries nas mulheres se manifesta em tipos de mulheres fortes que assumem sempre a direção da família e do casamento. É difícil que um homem, ainda que pertença a um dos tipos mais masculinos, como Leão, por exemplo, chegue a subtrair-se à prepotência de uma mulher de Áries. Entre estas se encontra frequentemente mulheres com pronunciadas tendências viris: o desejo de independência e conquista é sua característica que mais sobressai.

Áries está sujeito a moléstias do aparelho digestivo, a câimbras, esgotamentos nervosos, ferimentos, e estão especialmente ameaçados os nervos da cabeça e os dentes.

Sofia Chiostri - Toro

Touro

Quem tem Touro como signo dominante não aspira ao domínio dos outros a todo custo como Áries, mas sem dúvida se mostra inflexível em proteger a tudo aquilo que possui, e coloca-se contra as forças que poderiam privar do seu bem-estar. Ainda que use a violência incomparável em suas confrontações com as pessoas, pode-se afirmar que adota medidas mais sutis, sobretudo a diplomacia. É difícil enfadar Touro, permanece fiel a suas próprias ideias e intenções, é persistente em suas empresas, parecendo com a aranha que vendo destruídos os fios de sua teia, fatigosamente tecida, reemprende assiduamente o seu trabalho. Deste modo a vontade de conservação e a força de resistência, junto com a calma, reflexão e perseverança, se associam a ponderação e a paciência para suportar reveses e ofensas. Também não é fácil de se desconcertar-se, porém uma vez irritado, perdida a paciência, desafoga-se com violentos acessos de cólera, para acalmar-se em seguida, porém de maneira lenta.

Em Touro não é de todo raro o desejo de possuir e de dominar, porém, renunciando à violência, sabe ter a justa medida para alcançar as metas prefixadas. Se cria a sua própria posição – a aspiração à elevação é grande – com os meios aperfeiçoados da intriga, pronunciando as palavras em seus devidos momentos e nos lugares oportunos; em consequência logra êxitos sólidos e verdadeiros. Conhecedor de seu próprio querer e sabendo pôr-se em evidência, se encontra satisfeito, sobretudo, quando alcança honras em manifestações aparentes, quando é objeto da estima dos demais e vê explicitamente reconhecidos seus próprios méritos. As mesmas aspirações em outras pessoas, se não lhe afetam, deixam indiferente; dificilmente apresenta prevenção contra os outros. Constante e firme em suas concepções e em seus intentos, mostra também tendência à estabilidade no ambiente em que vive: gosta das coisas belas e em ordem, buscando sistematizar os seus hábitos com gosto e de maneira a satisfazer aos seus desejos sempre vivos e aos quais não renuncia nunca. No Touro menos evoluído a mesma tendência pode degenerar num esteticismo vazio, no abandono desenfreado pelo luxo e pelo prazer. No Touro mais evoluído, sem dúvida, surge uma força que permite dedicar-se com bons resultados à atividade artística. Quando faltam elementos decisivos que indiquem um sentido de verdadeiro talento, chega a um diletantismo não sem fascinação.

Dotado de certa eloquência, Touro adota-a, certas vezes, para encobrir o que não quer revelar para os demais. A mesma faculdade lhe serve para evitar que se envolva em eventuais concessões que poderia ver-se obrigado a fazer e para evitar empenhos que não está disposto a dedicar-se. A nota egoísta no seu pensamento constante pelos próprios interesses se entrevê tanto nas ações como nas conversações; o mesmo ocorre na sua vida sentimental: sinceramente desejoso de afeto e não privado por sua vez de afetividade, Touro tende a unir-se a pessoas que possam ser úteis ou a escolher para companhia pessoas de condição social mais elevada que a própria ou que esteja bem provida de recursos financeiros. Apesar da capacidade de suportar pacientemente, também no casamento, como Áries, as dissonâncias são frequentes; ciúmes e infidelidade parecem ser os motivos principais. As amizades são bem mais efêmeras e frequentemente com pessoas extravagantes. Em Touro observa-se também relações românticas; sem dúvida, apesar de sua afetuosidade sincera, dificilmente é feliz numa união.

Signo de terra e feminino, Touro é apto para favorecer a mulher as melhores virtudes de dona-de-casa. Ambiente agradável, casas bem mobiliadas e a cozinha cuidada são metas de suas ambições. Deste modo, a mulher de Touro está inclinada a considerar-se infalível: o que faz é sempre perfeito, dificilmente suporta a crítica à sua conduta, e sem dúvida é muito sensível às lisonjas e às felicitações dos que frequentam sua casa. A reserva em muitas questões principalmente relativas ao patrimônio e ao dinheiro assume muitas vezes a forma de uma verdadeira avareza. Se alguma vez se decide a fazer uma obra de caridade, gostaria que isto fosse feito com uma certa propaganda pessoal.

As enfermidades mais características de Touro são: as enfermidades causadas por excessos, enfermidades hepáticas, do baço e dos rins; as mulheres estão ameaçadas nos ovários; é muito forte a predisposição a inflamações de garganta e, raras vezes, a diabete.

Sofia Chiostri - Gemelli

Gêmeos

A principal característica daqueles que têm Gêmeos como signo dominante é a mobilidade. De temperamento nervoso, Gêmeos agita-se facilmente, mas também se tranquiliza com a mesma facilidade, não é sua característica guardar rancor prolongado e em silêncio. Dificilmente consegue esconder seu próprio estado de ânimo, seja de alegria ou de tristeza, porque seus traços registram imediatamente suas reações psíquicas. O olhar é vivo e inquieto, a curiosidade esperta tem a amplitude do horizonte. Gêmeos vive em contínuo temor pela segurança material e moral. Em alguns casos esta ansiedade tende a degenerar em obsessão quando há necessidade de defrontar-se com circunstâncias difíceis da vida, nesses momentos acentua-se o nervosismo. Mas Gêmeos não é desconfiado por natureza: o temor da realidade não lhe impede de ser despreocupado e demasiado sincero revelando aos demais os segredos de sua própria intimidade sem preocupar-se de que tanta franqueza pode ser nociva a seus interesses. Do mesmo modo que a formiga que sabe contornar um obstáculo imprevisto, Gêmeos, quando se excede em suas confidências, de repente se contêm e com frequência conjura o perigo provocado por sua expansividade.

Do mesmo modo que não se pode falar que o revoar das mariposas e o canto dos pássaros na primavera são passatempos ociosos e inúteis, seria igualmente injusto reprovar Gêmeos por sua ligeireza e falta de reflexão. A facilidade com que se abre aos outros é de certo modo o reverso de sua receptividade incomum, de sua capacidade de absorver muitas coisas de uma só vez. Sem dúvida, Gêmeos nem sempre é capaz de fazer algo, já que muitas vezes é incapaz de coordenar suas múltiplas impressões e de por em ordem seus próprios sentimentos e pensamentos.

Entre as pessoas que têm Gêmeos como signo dominante, somente aqueles que sabem dar forma e direção ao seu próprio dinamismo logram desenvolver uma atividade verdadeiramente produtiva; os outros, indubitavelmente mais numerosos, abandonam-se às mais variadas ocupações ou buscam continuamente novos campos de estudo e ação, assemelhando-se a um esquilo que, dando voltas em sua própria jaula, ilude-se com se cumprisse as tarefas de sua espécie, que em liberdade dá saltos de uma árvore para outra. Se Áries se serve das próprias forças, cheio de ambições conquistadoras, e se Touro as adota para conservar o que possui ou o que conquistou, Gêmeos tende a devolvê-la para o mundo exterior. Quando espiritualmente criativo, Gêmeos, ainda que convencido de que sua riqueza mais íntima é inesgotável, não cessa nunca de ampliar o conjunto de seus conhecimentos. Fascinado por sua vitalidade transbordante, conquista aos outros obrigando-os a admirar a sua versatilidade e os desarma com a originalidade e a força persuasiva de suas ideias.

A aspiração à conquista dos outros e da sua própria posição social se realiza de maneira muito mais mítica que as de Áries e Touro. O Gêmeos superior conquista fama e glória com a arte e com a ciência, ou aprofundando seus conhecimentos do mundo e dos homens com longas viagens. Humanos e generosos, Gêmeos superior é completamente estranho a qualquer tipo de violência. No Gêmeos inferior, incapaz de encontrar um ponto fixo em sua própria intimidade, observa-se uma excessiva superficialidade; a sede de saber se reduz a uma banal curiosidade e quase sempre a uma falta de clareza, ainda que de forma relativa, sobre os fins da existência. Frequentes mudanças na vida profissional e consequentes incertezas e flutuações financeiras, se verificam também no Gêmeos superior. Nestas debilidades de Gêmeos é que provoca a oposição e a aversão das pessoas; daí as sistemáticas agressões, difamações e sabotagens de que são alvo.

Quanto à vida sentimental de Gêmeos as estatísticas revelam um fenômeno estranho: amante das viagens, propenso a todo tipo de mudança e movimento, inconstantes e variáveis também nas pequenas coisas da vida cotidiana, prefere unir-se a pessoas com tendências absolutamente contrárias, quer dizer, a uma vida estável e bem monótona. Parece uma lei natural de compensações: no caso em que não seja possível superar só as suas próprias aberrações – e isto é quase impossível dada a natureza comunicativa e social – Gêmeos sente instintivamente o dever de unir-se a uma pessoa com aspirações opostas, esperando encontrar assim o equilíbrio indispensável de ver freados seus impulsos e emergir em um quadro estável e preciso a sua própria exuberância. De fato os casamentos mais felizes são os que Gêmeos contrai – consciente ou inconscientemente – inspirando-se nesses critérios.

Gêmeos em geral aprende com a experiência e somente depois de duros golpes consegue corrigir seus erros. Portanto sua existência não é fácil e quem sabe, como em nenhum outro signo, deve lembrar-se continuamente da simples e eficaz regra de toda a existência humana: para ser dono do próprio destino é necessário desenvolver primeiramente a disciplina e depois a vontade; precisa servir-se de suas próprias forças, evitando a insensata dissipação, empregando-as para alcançar metas fixadas com clareza; necessita adaptar a sua inteligência eventualmente superior ao conjunto de outras faculdades, possivelmente não tão preciosas (a trágica desproporção entre uma inteligência superior e a defeituosa capacidade criativa, é desgraçadamente um fenômeno frequente em Gêmeos).

Gêmeos está sujeito a enfermidades das vias respiratórias, problemas de sistema nervoso, problemas na bexiga e a doenças epidérmicas.

Sofia Chiostri - Cancro

Câncer

As pessoas que apresentam Câncer como signo dominante, diferente de Gêmeos que tende a revelar a sua íntima plenitude ao mundo exterior, são bem menos falantes e dificilmente se abrem aos demais. Porém, o que comumente se explica como um caráter fechado, na realidade é devido ao efeito complicado de uma série de fatores psíquicos que lhe são próprios.

São de assinalar, sobretudo, a timidez e a incapacidade para tomar decisões e uma forma particular de presunção ou de vaidade: Câncer está certo de ser de um modo ou de outro um ser excepcional dando-se, portanto, muita importância, e frequentemente crê se não em sua infalibilidade, em sua própria superioridade com respeito à maior parte das pessoas que conhece, mostrando em suas relações uma reserva excessiva.

Essa condição especial de sua psique se mostra com toda evidência no momento em que é criticado ou se sente contrariado; então a timidez desaparece e Câncer é capaz de desencadear uma resposta veemente em sua própria defesa. Trata-se indubitavelmente mais de uma debilidade do que de uma força, pois, em última palavra, Câncer é facilmente influenciável, porém somente quando se logra influir em sua sensibilidade e criar em seu sentimento um estado de ânimo apto para absorver um ou outro parecer e permitir uma ou outra tomada de decisão. Sem isso, sempre será vã toda a tentativa de impor-lhe alguma coisa, ideia ou decisão com a violência; em tais casos Câncer se retira rapidamente para a impenetrável concha de sua costumeira reserva e ali permanece inacessível. Portanto são os estados de ânimo, os humores e, com frequência, os simples caprichos, que fazem Câncer mudar de opinião, mudar seus princípios, aqueles mesmos que há poucos momentos atrás eram defendidos quase que fanaticamente.

Sua psique e sua espiritualidade são ainda mais inconstantes que sua imaginação, a qual toma uma parte importante de si próprio. Este é o lado feminino e lunar de seu ser, o que faz parecer uma pessoa iludida e enganada aos olhos dos demais ou, em casos menos pronunciados, um excêntrico.

Especialmente na juventude, Câncer mostra um grande amor pela mudança; este período da vida é com frequência muito agitado, não porque Câncer transborde de vitalidade, e sim porque deixa-se arrastar por seus impulsos incontroláveis que empurram pelas vias tortuosas de suas experiências. Diferente do que ocorre com Gêmeos, Câncer não está dominado pelas ideias, conceitos ou planos, e sim por inspirações imprevistas que, com frequência, não são outra coisa senão caprichos inventados pela própria imaginação, que sempre está em contínua fermentação. A idade madura traz consigo certo equilíbrio, enquanto que a velhice pode dar a Câncer a verdadeira paz.

Apesar das oscilações de sua psique, Câncer, como já foi dito, é capaz de aferrar-se fanaticamente a qualquer opinião ou princípio: se a vida é injusta com ele, se maravilha e se lamenta do arbítrio de seu destino.

A facilidade de adaptação às condições e circunstâncias pouco favoráveis da vida prática, é indubitavelmente a maior virtude de Câncer, expressando-se das mais variadas formas. Assim, quando crê oportuno, mostra-se conciliador, cortês e inclusive cordial, e mesmo não sendo excessivamente sociável, pode resultar numa agradável companhia de viagem ou de conversa. Infelizmente, esta expressão mais expansiva, geralmente termina de forma brusca e com uma rápida retirada provocada por uma das frequentes mudanças de humor; e é justamente nessas mudanças que Câncer se torna absolutamente insuportável a seus semelhantes.

Deste modo, a sua capacidade de adaptação parece limitada em sua eficácia. Por sua vez, esse é um motivo a mais para que surjam na vida as mudanças frequentes. Em alguns indivíduos a mesma faculdade, ainda que se encontre secundada por um talento artístico, pode abrir o caminho do palco; não poucos são os atores que têm Câncer como signo dominante.

Câncer tende a possuir bens materiais e é propenso a acumular capital, porém o enriquecimento nem sempre é fácil. Amante do luxo, das viagens e das coisas belas, se deixa arrastar por compras inúteis ou em negociações infelizes. Existem não poucos casos de Câncer dominado pela avareza, porém não se deve induzir que este seja um traço geral deste signo.

O egocentrismo por uma parte, as oscilações psíquicas por outra, não são premissas ideais para uma vida harmoniosa em comum. Também no casamento, e com frequência, Câncer torna-se inacessível, entrincheirado na concha de sua reserva, estando raras vezes disposto a revelar à outra pessoa os segredos mais custodiados de sua intimidade. As relações entre os cônjuges se caracterizam por uma maior ou menor frieza ou indiferença, algumas vezes dissimulada por uma aparente cordialidade ou cortesia superficial. Desta última, Câncer, se serve também na sua vida profissional e pública. Com frequência pode dedicar-se à carreira diplomática. Ainda deve ser frisado: Câncer prefere não assumir responsabilidades graves.

O estômago é o órgão mais ameaçado pelas enfermidades.

Sofia Chiostri - Leone

Leão

A pessoa que apresenta Leão como signo dominante não é excessivamente espiritual, porém ainda que não tenda a aprofundar nos próprios conhecimentos e experiências, possui geralmente uma boa e delineada concepção de vida, em que se reflete a nobreza de seu coração e o fundamento ideal de seu ser. Junto à energia incomum e seu forte orgulho, encontramos em Leão, não tanto a aspiração ao domínio, mas muito mais o desejo de ser guia dos demais, o que sem dúvida representa um não desprezível perigo já que, por outro lado, Leão se transtorna facilmente com seus próprios impulsos e paixões. Desenvolver a vontade e exercitar continuamente o domínio de si mesmo são as regras indispensáveis que Leão deve seguir para não cair vítima de sua própria presunção, cobrir-se de ridículo frente aos demais e criar sérias inimizades. Leão é facilmente excitável e em instantes de agitação corre o risco de cometer graves imprudências, o que de modo particular se pode observar nas mulheres.

A inteligência de Leão se dirige para o lado prático da vida, porém tende a justificar seus atos, ante a si mesmo, com uma concepção idealista do mundo. A falta de sinceridade não é algo natural em Leão, mas em alguns casos e com relação aos seus conceitos mais elevados, pode haver algo como um iludir-se em relação a si mesmo: enquanto estão certos de agir segundo estes conceitos, na realidade prática e teórica se contradizem. Isto se pode observar especialmente em casos de indivíduos que se encontram sob a influência, quase sempre, de uniões de natureza sentimental com pessoas de natureza inferior. A impulsividade de Leão se manifesta, sobretudo, na sua vida sentimental. Parecido com Áries, Leão se entusiasma improvisadamente seja por pessoas ou por coisas, porém se mostram mais constantes que os primeiros. . Este é o caso, sobretudo, ao que diz respeito ao trabalho, onde a tenacidade e a consciência são as características que mais sobressaem. Leão quase sempre chega a ter posição segura e frequentemente elevada, à custa de seus próprios méritos. As possibilidades profissionais de Leão são múltiplas: artista, industrial, escritores, compositores, funcionário público, administrador e oficial de alta patente. Além de suas qualidades intrínsecas – como a ponderação e a perseverança, por exemplo – Leão logra indubitavelmente obter muitas coisas graças a uma forma de saber fazer as coisas e com frequência por uma certa fascinação pessoal. De forma diferente de Áries, Leão trata de alcançar as metas prefixadas por meios pacíficos, por via de lenta ascensão, e mesmo que exista o perigo de choque com o mundo que o rodeia, tentará por todos os meios mitigar os obstáculos, e se possível evitar totalmente o conflito. E isto não é pelo temor à vileza da luta, até que não ceda à presunção, a violência de qualquer gênero o repugna. Por outro lado, chamado pelo dever ou pelo sentido de honra, Leão se transforma num valoroso combatente capaz dos mais nobres atos de heroísmo e de sacrifício.

Leão não suporta qualquer tipo de obrigação. A absoluta independência é a condição indispensável para sua felicidade e nisso se aproxima muito de Áries. Quando não está ameaçado em sua liberdade individual, conserva a calma, e cheio de fé em suas próprias forças, enfrenta os obstáculos seguro de poder superá-los. O otimismo é em geral um traço muito pronunciado em Leão, não só confia em sua própria personalidade, como também dificilmente se mostra receoso com as outras pessoas, vê nos demais sempre o lado bom e nobre e fecha os olhos para o lado feio da vida. A facilidade com que Leão move-se no mundo, disposição dos outros em ajudá-lo e assisti-lo, inclusive quando não precisa, mais favorecem à sua inata generosidade. Seu modo de se comportar está isento de toda mesquinhez, de modo que Leão passa por cima da mesquinhez dos demais, o que jamais poderia ser um motivo de hostilidade de sua parte. Completamente distinta se apresenta a situação no momento em que se sente ofendido naquilo em que considera sagrado e intangível. Então se transforma num adversário impiedoso, inconciliável em seu desejo de aniquilar o rival e não encontra paz enquanto não consegue.

Qualquer que seja o campo em que Leão desenvolva a sua atividade, tenderá sempre a amplia-lo para poder cumprir empresas em longo prazo. Nisto se revela como um portador da vida, já que, de uma maneira ou de outra, cria também para os demais um “espaço vital”.

As doenças que com frequência Leão está sujeito são as referentes ao coração e à circulação sanguínea.

Sofia Chiostri - Vergine

Virgem

Aqueles que têm Virgem como signo dominante apresentam características talvez as mais complexas e, sobretudo, as mais contraditórias entre todos os demais tipos astrológicos. Encontram-se nesta categoria indivíduos com o espírito excelso, universal no verdadeiro sentido do termo, e criaturas mesquinhas, egoístas e completamente absortas por interesses materiais. Virgem, da mesma forma que Gêmeos, é regido por Mercúrio, porém o primeiro é um signo do elemento terra enquanto o segundo é um signo do elemento ar; esta diferença evidentemente se manifesta de duas maneiras distintas: em Gêmeos, Mercúrio faz o espírito ágil, sutil, poderia dizer-se etéreo; em Virgem faz uma inteligência grave, ponderada, prática, em uma palavra: terrena.

Apesar disso Virgem, em seus melhores representantes, se revela altamente espiritual e sua força não só consiste em suas vastas possibilidades de conhecimento, senão também em seu grande sentido de realidade. Mais que outro, este tipo está apto para o estudo profundo das mais variadas matérias filosóficas e científicas; além disso sua lógica é aguda e sobressai a sua capacidade de penetrar na substância das coisas. Sem dúvida, nisto tudo, os representantes mais evoluídos de Virgem correm perigos não desprezíveis: a tendência crítica e analítica de sua mente pode facilmente degenerar em um exagerado selecionar e classificar tudo aquilo que cai debaixo de sua lente escrutinadora quando não consegue ou não pode encontrar a síntese. Além disso, o sentido de realidade é aquele que se poderia chamar de “a substância espiritual de seu ser”, chamando-lhe à moderação, de tal modo que volta a reconstruir tudo aquilo que por ventura por si foi decomposto. Virgem, privado da mesma agilidade intelectual de Gêmeos, colhido de surpresa, não improvisa como este último, não dá a resposta com certeza intuitiva a uma pergunta qualquer ou a solução para um problema espiritual; em primeiro lugar prefere calar, reservando-se o prognóstico, e depois, em solidão, refletir lentamente e pensar em tudo o que se refere ao argumento para fazer depois suas considerações de maneira clara e precisa. A experiência da vida tem uma importância decisiva no conjunto de sua cultura espiritual, já que lhe traz ensinamentos úteis e deduz conclusões que com frequência assumem o valor de verdades genéricas.

Recolher conhecimentos e experiências, o verdadeiro “modus vivendi” de Virgem desde que se trate de indivíduos de certa elevação espiritual. Nestes indivíduos mais evoluídos, observa-se uma tendência ao ecletismo; são verdadeiras enciclopédias vivas. Também nisto existe um perigo: podem alhear-se da vida e tornarem-se estéreis, já que privados da experiência, são como uma planta privada de terra, perdem o colorido, perdem o elemento que traz vida e originalidade. Com frequência, Também nesses casos, no momento mais crítico, os sentido de realidade exige seus direitos: de fato, Virgem não se cansa nunca de pôr-se em dia, quer dizer, de trazer modificações e aperfeiçoamentos ao texto da “primeira edição” do livro da vida, estando sempre atualizado. As transformações psíquicas e espirituais de Virgem se efetuam num ritmo muito mais vagaroso do que se pode observar nos nativos de Gêmeos, sendo em geral menos frequentes, porém mais sólidas e coerentes que aparece ao final da existência, como um edifício de pensamentos que Virgem construiu ao longo de sua vida.

A qualidade extremamente preciosa do Virgem evoluído, sofre no tipo menos evoluído, a lei fatal da ambivalência psíquica: encontramos indivíduos mesquinhos, unidos em medida exagerada às pequenas coisas, pedantes e rabugentos. Em alguns casos, a vida se consome com o gozo das denominadas “alegrias terrenas”: boas comidas, vinho, alojamentos cômodos e viagens, sendo estas as metas exclusivas de suas ambições.

Virgem geralmente é pouco sociável. Em sua própria casa recebe as pessoas com gosto e de quando em quando a amigos e conhecidos. O círculo de amizades é quase sempre restrito, e mais, pode-se afirmar que Virgem não tem verdadeiros amigos, o que pode ser explicado por certos aspectos de seu caráter, e por sua tendência à solidão. Se encontra a gosto em meio à natureza, é capaz de submergir horas e horas na silenciosa contemplação do mar, de uma paisagem em geral, ou de um pôr de sol; inclina-se também por passear só pelos bosques e prados. São momentos em que se sente em união mística com os outros seres; o aroma da terra traz algo como um narcótico que estimula e acalma, e também faz retomar a fé na vida, que muitas vezes em acessos de melancolia, tende a perder. Estas tendências explicam a frequência, entre os representantes evoluídos, de poetas e escritores que souberam pintar imagens maravilhosas com toda a vivacidade (Goethe, Moricke, Tolstói, etc.).

Virgem vê o pequeno tão importante como o grande; vê o grande no pequeno e vice-versa, o universo em sua própria intimidade e a si mesmo no meio ao universo. Junto ao seu amor pela solidão, este egocentrismo tem às vezes repercussões na vida. Tímido nas relações com estranhos, dificilmente se abre a aqueles que não conhece bem; extremamente sensível e suscetível ao mínimo defeito nas atenções recebidas; ofende-se facilmente por motivos irrisórios e sofre por muito tempo em silêncio.

Os traços de caráter descritos, não são certamente premissas para uniões duradouras. Entre as pessoas que tem Virgem como signo dominante encontra-se muitos solteiros e solteiras. Em geral, casam-se tarde. Mesmo tendo escolhido a pessoa, mostra-se por um bom tempo indeciso antes de legalizar o casamento. No casamento, Virgem revela-se precioso segundo vários aspectos: o amor pela casa consolida indubitavelmente a família que cria; as residências de Virgem geralmente são acolhedoras e bem organizadas.

O erotismo de Virgem é de certa maneira dúbio e caracterizado desde a juventude por fortes impedimentos psíquicos. Virgem é diametralmente o oposto de um Don Juan. Se contenta em ruminar a sua sensualidade, os aspectos de sua vida sexual, e quando esta última insiste imperiosamente em seus direitos, a tendência é sufocá-la, ainda que não consiga; nega os instintos, porém não se encontra com poder para domá-lo. A aspiração à pureza é para os indivíduos mais evoluídos, a verdadeira e essencial direção de sua existência. Nos indivíduos mais débeis, dependendo de outros posicionamentos no Mapa Natal, os impedimentos psíquicos levam a tendências mórbidas; a misoginia e a inversão sexual são bastante frequentes.

Com seu amor pela ordem e pela precisão, Virgem em seus representantes menos evoluídos, está mais apto a profissões que requerem trabalhar em fábricas e escritórios. O amor pela natureza pode levar a um trabalho a céu aberto. Os indivíduos mais evoluídos podem ser encontrados pensadores de amplos horizontes, poetas, insignes cientistas de fama mundial, inventores geniais e com frequência grandes artistas, sobretudo no campo das letras.

Virgem é suscetível, em primeiro lugar, a doenças digestivas; são frequentes os casos de enterites e apendicites; em outros se observam males de origem nervosa que repercutem no aparelho linfático.

Sofia Chiostri - Bilancia

Libra

Libra indica uma pessoa é mais receptiva que expansiva, e por essa razão falta constância à sua vontade; em consequência adapta-se mais às circunstâncias do que tende a modificá-las, segundo sua própria natureza. A tradição astrológica atribui este fenômeno de diminuição da vitalidade ao fato de que no signo de Libra o Sol se encontrar em “queda”, quer dizer, não exerce o influxo potente como quando encontra-se em seu próprio domicílio, em Leão, ou exaltado, em Áries. Como quer que seja o fenômeno da diminuição da vitalidade é devido à passividade em muitas, ainda que decisivas, situações da vida, e pode ser observado regularmente naqueles que têm Libra como signo dominante. Isto não significa que estes estão totalmente incapacitados para dedicar-se a uma atividade precisa, trata-se mais de uma tendência que prevalece, porém que não é exclusiva de sua natureza. Deste modo a sua faculdade de adaptação não é uma faculdade de inteligência; Libra não identifica-se com um ambiente porque acha oportuno fazê-lo, trata-se de uma reação instintiva e em alguns casos poderia ser falado inclusive de renúncia da individualidade própria. O caráter instintivo dessa atitude apenas revela-se em um ambiente em que não encontra o mínimo apoio com o qual geralmente se contenta; se vê-se obrigado a permanecer nesse ambiente geralmente se sente estranho e sofre profundamente. Numa situação psicológica mais singular com este gênero de passividade, Libra identifica-se com os demais, ao ponto de ser considerado por estes como uma espécie de alter-ego, superior ao próprio eu, como modelo digno de ser imitado (Gandhi). Deste modo se explica porque Libra é encontrado frequentemente como um signo importante no Mapa Natal de diplomatas, juízes e outras profissões que requerem de certo modo uma despersonalização.

Por outro lado Libra sente profundamente o que é arte, e se não é produtivo tem a respeito múltiplos interesses; sem dúvida, quando outros fatores decisivos favorecem nestes indivíduos o desenvolvimento de um talento efetivo e das forças indispensáveis para cumprir uma obra, há possibilidade de ascender aos níveis mais elevados da criação artística, sobretudo no campo da música (Verdi), e a “musicalidade” dos quadros de Bocklin, e “o nascimento da tragédia pelo espírito da música” de Nietzsche.

A capacidade de identificação com os demais, a tendência a socorrê-los, se não de forma ativa, ao menos indiretamente, com sugestões e conselhos, corresponde em Libra a outra característica distinta: como sente a harmonia com a arte, assim vê na justiça, no sentido mais amplo de palavra, a garantia de felicidade, a prova de toda a existência verdadeiramente digna. É difícil ofender a Libra em seu orgulho como, por exemplo, Áries ou Leão, porque o orgulho é um sentimento que Libra, pode-se dizer, ignora; é mais fácil ofender no seu sentido de justiça; e mais, cada ofensa levada sob este aspecto a outros, chama imediatamente a lançar-se em defesa do ultrajado.

Se a faculdade de adaptação, o sentido de arte e de justiça, o desejo de harmonia e de equilíbrio, a mediação e a conciliação, podem ser as grandes diretrizes na vida de Libra, a falta de uma verdadeira espiritualidade e, portanto, de uma profundidade de alma faz com que entre seus representantes se encontrem frequentemente indivíduos superficiais, frios e até certo ponto pouco sinceros, pois se comprazem a fazer muitas coisas vãs, em entrincheirar-se em uma amabilidade artificial e em dissimular com belas palavras coisas e atos desagradáveis.

Também na vida afetiva de Libra refletem-se estas características essenciais, tanto no sentido positivo como no negativo. Adaptar-se à outra pessoa, evitar o quanto seja possível o conflito por um lado, porém vendo-se impossibilitado de aprofundar o próprio sentimento e tendo falta de uma verdadeira personalidade. Como em geral é otimista, Libra sucumbe muitas vezes a acessos imprevistos de pessimismo, sobretudo depois de desilusões causadas por outras pessoas. Portanto, Libra jamais deveria unir-se a pessoas de temperamento vivaz, nervoso ou excitável, é também desaconselhável toda pessoa inclinada a arrebatações passionais.

Libra pode escolher uma profissão relacionada com a arte, com a moda ou de luxo; sem dúvida os homens podem ocupar postos na indústria e no comércio, além das outras profissões e atividades já mencionadas.

As predisposições patológicas em Libra, são problemas de circulação sanguínea e no aparelho digestivo; enfermidades da pele, dos rins e bexiga. Nos casos das mulheres podem ocorrer problemas nos órgãos genitais internos.

Sofia Chiostri - Scorpione

Escorpião

Uma das características que mais sobressaem em Escorpião é a originalidade e a extravagância de sua forma de pensar e de comportar-se, que parece sempre ter a necessidade de esconder algum segredo pessoal. Esta é a razão porque, apesar de sua fascinação, Escorpião parece frequentemente frio quando na realidade em sua intimidade arde uma chama, devoradora e tremenda, pronta para surgir com violência. Apenas aquele que a leva em seu peito encontra a possibilidade de abandonar-se sem restrições aos seus próprios instintos e paixões. Escorpião é integramente o mesmo nessas ocasiões. Portanto é necessário avaliá-lo primeiramente sob o aspecto de sua vida sentimental e sexual.

Este é o lado, eletivamente, mais importante de sua existência. O erotismo domina seus pensamentos e dita seus atos; os instintos são extremamente potentes, dominá-los e superá-los significa vencer os demônios da própria alma. Quando o consegue, Escorpião, o animal vulgar e rasteiro com um ferrão venenoso, transforma-se numa águia. Na antiguidade o signo de Escorpião correspondia ao da Águia. Conforme esta fundamental condição psíquica, o problema que incessantemente enfrentam as pessoas evoluídas e que apresentam Escorpião como signo dominante é a luta entre o bem e o mal. A luta que se produz dentro de si é a verdadeira causa de seu ar misterioso. Isto explica também a atração exercida sobre o outro sexo. Sua paixão inata e o contínuo esforço para domesticar o ímpeto de seus instintos fisiológicos, não pode deixar de refletir-se no seu ser como um todo. Sinceramente deseja o bem, mas facilmente embriaga-se pelas possibilidades oferecidas pelo contrário: sente o mal como uma fraqueza humana e quando não tem a força para abster-se de cometer maldades, costuma justificar-se pela sua condição de ser humano, fraco e, portanto, sujeito a fraquezas.

A atração que o mal exerce sobre Escorpião provoca uma contínua tensão em sua intimidade. Às vezes procura não ceder voltando-se, as pessoas mais evoluídas, para uma reflexão positiva sobre as tendências do caráter e sobre as faculdades da inteligência; por um lado isso traz circunspecção, uma observação aguda das debilidades dos outros, capaz inclusive de penetrar nos rincões mais recônditos da alma; por outro lado desenvolve-se em Escorpião uma facilidade em ajudar os outros a superar o mal, como se assim pudesse redimir-se daquilo que não consegue em si.

Assim encontramos em Escorpião indivíduos que se enquadram entre os mais sensíveis e sagazes psicólogos; além disso, é comum observar no mesmo caso, um grande número de médicos, especialmente cirurgiões, psiquiatras, psicanalistas, etc. Em geral é frequente encontrar-se Escorpião envolvido em profissões que, de uma maneira ou de outra, exigem um caráter combativo, onde a astúcia e a decisão, e, sobretudo, o conhecimento psicológico, asseguram o êxito na luta contra o inimigo. Napoleão tinha Escorpião muito forte em seu Mapa Natal (Ascendente), Goethe, Voltaire, idem.
Sendo a luta entre o bem e o mal própria da natureza de Escorpião, ou seja, uma luta entre espírito e matéria, é interessante assinalar que esta configuração aparece frequentemente em cientistas importantes que “dissecam” e “domam” a matéria, químicos; por exemplo.

A natureza de Escorpião leva a perscrutar continuamente a si mesmo. Mesmo os indivíduos inferiores apresentam um desenvolvimento, que se poderia chamar de automático, da inteligência. Junto com Gêmeos e Virgem, Escorpião é um dos tipos fundamentais mais inteligentes. Sua força está no conhecimento de si mesmo e dos demais. No caso em que há disposição para o estudo é capaz de acumular um enorme saber, e como Virgem, não deixa nunca de enriquecê-lo e aperfeiçoá-lo com a experiência. O que aproxima Escorpião de Áries é a sua força de vontade, seu orgulho, assim como a impossibilidade de suportar qualquer tipo de sujeição. Propenso a dominar e a organizar, não se assusta ante nenhuma fadiga. Afim com Virgem mostra perseverança e diligência.

A mente escrutinadora de Escorpião não se fecha no campo psicológico. Normalmente atraído pelos mistérios da natureza busca sempre descobrir e explorar novos campos. Em tais ocasiões revela-se a sua sensibilidade à beleza e o amor pelas coisas grandiosas e sobre-humanas. Escorpião gostaria de desvelar até os últimos segredos da Criação e encontrar uma solução para esse angustiante problema que é o fim da existência humana. Também em outras aspirações espirituais reaparece o eterno dilema entre o bem e o mal, entre a matéria e o espírito, entre a vida e a morte. De modo que não é de surpreender encontrar uma tendência ao misticismo, assistida por uma forte vontade.

Para o melhor conhecimento de Escorpião, contribui o singular fenômeno da frequência com que, os indivíduos inferiores deste signo, comparecem frente aos juízes, acusados de graves delitos. Em muitos casos tratam-se de crimes passionais, atos de vingança amadurecidos em clima de ciúmes e de orgulho ofendido (um motivo porque ocorrem graves perturbações na vida conjugal e nos relacionamentos com amigos); não são raros os processos em que prevalecem motivos conceituais, assassinos com base no fanatismo religioso ou político, ataques violentos ou ultrajes inspirados pelos mesmos critérios; expoentes de um terrorismo exercido sobre a comunidade inteira.

O corpo daqueles que tem Escorpião como signo dominante está ameaçado, sobretudo, nos órgãos de procriação; as enfermidades venéreas são também frequentes; estão sujeitos a diversas formas de febre; com frequência sofrem feridas causadas por acidentes ou agressões.

Sofia Chiostri - Sagittario

Sagitário

Quem tem Sagitário como signo dominante pode considerar-se um idealista de grandes horizontes, tendendo a ter as metas mais elevadas do engenho humano. O que lhe falta é a agilidade na inteligência, como se pode observar em Gêmeos, por exemplo, signo oposto ao de Sagitário e regido por Mercúrio. Falta, também, o pensamento sistemático e profundo de Capricórnio, regido por Saturno. Sua inteligência é espontânea, pode-se dizer ingênua, fundada sobre a experiência, como Escorpião, mas com uso completamente distinto deste.

Em algumas pessoas regidas por Sagitário são apressadas, muito superficiais; gente que fala com gosto de coisas sublimes, porém na realidade não as sentem. Se em alguns momentos se mostra leal, franco e competente, em outros aproxima-se da mentira e da presunção. Especialmente desagradáveis essas características negativas, aparecem nas mulheres essas, aí a presunção, associada com uma estreiteza de horizontes, e a falta de sensibilidade e de tato, dão lugar às más palavras, intrigas venenosas, cheias de inveja e de ciúmes com respeito às outras mulheres; às vezes mostram a tendência a obstinar-se defendendo uma ideia ou programa, adotados de outras pessoas ou apropriados pelo influxo do tempo, sem convicção íntima nem inteligência crítica, e que com frequência só responde a interesses mesquinhos e pessoais.

O nativo de Sagitário tem um sentido muito desenvolvido da realidade – e nisto são afins com Virgem – portanto não se perdem em vãs quimeras, limita-se em fazer grandes projetos, em imaginar-se criador de importantes organizações e como protetor magnânimo dos demais; em geral, tem tendência ao exagero, tanto no bem como no mal, na palavra e no ato.

A grande ambição de Sagitário é elevar-se a todo custo acima do ambiente que nasceu ou acima dos que rodeiam; o arrivismo nas pessoas menos espirituais, e a aspiração ao sobre-humano nos mais espiritualizados, são as metas dos nascidos baixo dessa influência primordial e os motivo essenciais da existência.

A esse respeito, os nativos de Sagitário estão animados pelo mesmo otimismo, persuadidos de poder lograr tudo quanto foi prefixado, e com frequência creem-se protegidos e favorecidos por uma justiça superior que não poderá deixar de reconhecer seus méritos, poder-se-ia dizer que estão convencidos de haver nascido sob uma “boa estrela”. Assim, dificilmente se deixam desanimar; depois das desilusões e dos fracassos reemprendem com a mesma energia suas ocupações e prosseguem pelas mesmas vias sobre as quais haviam encontrado obstáculos. A crença na proteção sobre-humana não tem nada de mística, como tampouco de religiosidade (a que, em geral, os nativos de Sagitário tendem mais que os outros) e está totalmente desprovida de todo elemento metafísico; se é lícito dizer, concebem a Deus como um bom e valente amigo, generoso e sempre pronto a escutar suas orações e a satisfazer os desejos que dirigem a Ele. Nisto se parecem com crianças grandes e quem sabe esta é a razão porque, entre os sagitarianos, se encontram muitos fundadores ou membros de comunidades religiosas baseadas nos princípios da simplicidade, dir-se-ia ingenuamente primitivas, e também em altas posições na hierarquia da Igreja, elevados à dignidade, não tanto pela virtude de seus dotes intelectuais, mas pela graça e pureza de seu coração e pela austeridade de sua vida.

A certeza de serem os “filhos prediletos da Providência”, nos melhores exemplos de Sagitário, não impede que lutem e se fatiguem por alcançar a posição desejada. Já no caso dos sagitarianos mais fracos, ao mesmo tempo em que estão muito inclinados ao gozo do prazer, observa-se uma pronunciada preguiça e a energia, que no sagitariano forte se encontra a serviço de importantes progressos e de uma atividade sistemática, vem a ser insensatamente desperdiçada em satisfazer a desejos e ambições enganosos. Até certo ponto, todos os nativos de Sagitário estão ameaçados neste sentido, todos, mais ou menos, são propensos à aventura, especialmente no campo sentimental e sexual, ao jogo com a vida, ao desprezo pela morte, ainda quando nenhum motivo o justifique.

Se é certo que os nativos de Sagitário são excelentes companheiros de vida, também é verdade que dificilmente logram ser constantes em seus afetos. Quem sabe é esta uma nota trágica de Sagitário, já que estão de posse de um sentido social mais desenvolvido, sentem profunda necessidade de laços familiares e de amizade em geral. De tal modo que procuram ajudar e assistir a seus semelhantes, sacrificando algumas vezes um tempo precioso em detrimento de si próprios. Aí pode estar a explicação do fenômeno de que, entre os sagitarianos superiores, se encontrem homens animados por ideais sociais sublimes, capazes de grandiosas visões de uma sociedade futura melhor, criadores de obras de um profundo e universal humanismo.

Os sagitarianos estão sujeitos de modo particular a moléstias hepáticas, a debilidade nas vias respiratórias, a lesões nas artérias e nos músculos.

Sofia Chiostri - Capricorno

Capricórnio

Quem tem Capricórnio como signo dominante no Mapa de Nascimento é uma pessoa de resistência física e psíquica. Faz-se uma analogia com uma casa feita de concreto que um terremoto pode derrubar o teto, as escadas e as portas, mas deixará sempre de pé os pilares. As experiências e reações psíquicas e espirituais com que se defronta dificilmente podem levar à ruína. Não só possui uma força de resistência verdadeiramente excepcional, como também é incomparável na sua inflexível serenidade frente a qualquer padecimento, ainda mais, sabe suportar em silêncio, manobra com maestria uma das maiores virtudes humanas: a paciência. De certo modo, Capricórnio é o mais experimentado de todos os signos do zodíaco, inexoravelmente sujeito à dura lei do severo Saturno, regente do signo de Capricórnio. É a natureza de Saturno que oferece o mais precioso dom que o homem se pode prometer: a consciência de que “o sofrimento é a via mais breve até a sabedoria”, como disse o Mestre Eckart.

As armas invencíveis de Capricórnio na sua luta pela existência que, ainda que em idade tardia, terminam por assegurar-lhe a vitória são: a tenacidade, a prudência e a laboriosidade, secundadas por um profundo sentido de dever e sacrifício. Ninguém como Capricórnio é capaz da renúncia total, inclusive daquilo que lhe poderia trazer alegria, se crê que tal renúncia é a premissa indispensável para alcançar metas superiores de sua vida. Além do mais, regido pelo elemento terra, Capricórnio está vinculado às coisas materiais; e sem dúvida sua existência, se deve ser sensata e frutífera, se resolve com uma contínua e desgastante superação de sua própria natureza. Desta maneira se explica que entre aqueles que têm Capricórnio forte em seu Mapa de Nascimento são encontrados grandes figuras de ascetas.

Na sua aspiração pelo domínio da matéria, Capricórnio se parece com Escorpião, porém na vida de ambos os meios que adotam são distintos: enquanto que Escorpião tende a destruir a matéria a marteladas ou a desagregá-la com ações rápidas e violentas, Capricórnio quer apoderar-se dela num lento e progressivo domínio. Não a nega porque a considera como o mal, a sente como a fonte do sofrimento que é o princípio da vida e, portanto não a destrói ou decompõe, e sim a espiritualiza. A arte de Miguel Ângelo é um exemplo eloquente. No campo da ciência e da técnica Capricórnio explora a natureza para colocá-la a serviço do homem. Capricórnio, quando desprovido de dotes mentais excepcionais, revela-se valoroso artesão ou agricultor, que mesmo em condições humildes também manifesta uma grande tenacidade e uma forte vontade; assim com o tempo logra ascender a uma posição social satisfatória graças à consciência e precisão com que executa seu trabalho, sendo nisto superior a qualquer outro signo.

As grandes virtudes e qualidades de Capricórnio, como se sucede a todos os signos dominantes, em determinados casos e em função dos demais posicionamentos do Mapa Natal, podem assumir formas ambivalentes. Deste modo encontramos pessoas desconfiadas, maliciosas, egoístas e vingativas. Essas pessoas correm o perigo de supervalorizar, depois de alcançar alguns sucessos, as suas próprias forças, o que ameaça a conduzi-las a um precipitado descenso das posições alcançadas e com frequência à total e irreparável ruína quando não encontram suporte em si para superar o profundo pessimismo e o desespero que podem mergulhar. Nestes casos, Capricórnio é inclinado à melancolia. Quando não acontecem tendências fragilizantes no Mapa Natal, Capricórnio manifesta um contato bastante íntimo com a depressão psíquica, mas nestes casos a crise não é mais que um estímulo que ajuda a avançar pelo caminho da vida.

As principais complicações patológicas de Capricórnio são: artrites, escleroses, tuberculose óssea. São geralmente doenças de longa duração e de caráter hereditário.

Sofia Chiostri - Acquario

Aquário

A pessoa que tem Aquário como signo dominante apresenta características psíquicas que têm certa afinidade com Escorpião e Câncer; ao primeiro se assemelha em seu amor pelo mistério, sua combatividade e no seu desejo de ser guia dos demais, tudo isso de forma mais pacífica e afável que Escorpião; com Câncer apresenta em comum a extravagância de comportamento e a oscilação entre extremos, seja a respeito de coisas e ideias, seja com relação às pessoas que cruzam o seu destino. Aquário tem também uma forte tendência à solidão no que se parece, não só com Câncer, como também com Capricórnio.

O que Aquário apresenta como particular é a sua genialidade. No caso do Aquário mais evoluído, encontra-se com frequência visionários, obstinados buscadores da verdade, pensadores com concepções de vida muito originais ou excêntricas, caracterizadas por ideias reformadoras e revolucionárias de índoles distintas. Há também a possibilidade de ligações de natureza mística ou religiosa, e não é surpreendente encontrar em Aquário, fundadores (Krishnamurti), indivíduos com altas aspirações para o aperfeiçoamento da sociedade humana com base em uma nova moral da qual creem ser propugnadores; pessoas que de uma forma ou de outra combatem o presente em nome de um futuro melhor. O Aquário pouco evoluído apresenta geralmente gostos estranhos e refinados, tendência a acompanhar a moda do vestuário e o adorno dos aposentos; gosta de frequentar círculos onde se discutem assuntos da atualidade. Em outras palavras, Aquário quer ser moderno a todo custo, estar na cabeça e participar dos movimentos de vanguarda. O Aquário menos evoluído é chegado às mentiras que desenvolve de maneira até engenhosa, e a fanfarronices inofensivas, como um Barão de Münchhausen.

No modo de tratar as pessoas, Aquário é afável, cortês e tende a prodigiar-se em gentilezas; há também um desenvolvido senso estético, amor à natureza e às coisas belas. Por outro lado, Aquário apresenta uma certa vaidade que pode turvar as suas relações com as pessoas: gostaria de ver confirmada sua originalidade e sancionado o seu direito de ser considerado como um indivíduo excepcional, e por essa razão corre o perigo de não ser levado a sério. Com uma configuração natal apropriada, Aquário logra chegar a posições elevadas, seja social ou espiritualmente; e provar, portanto, com boas razões o seu comportamento “vaidoso”.

Nos mapas com poucos ou fracos aspectos, Aquário se revela útil à sociedade humana, obtendo bons resultados com seu trabalho nas mais variadas profissões: como engenheiro, médico, professor, técnico, artesão, operário especializado, etc.

Também no Aquário pouco evoluído encontra-se um sentido brilhante e um grande amor pela música. Nos casos evoluídos, temos exemplos de verdadeiros gênios da música, que apresentam Aquário, senão predominante, com uma grande influência no mapa natal (Mozart, Schubert, Wagner, Tchaicovski).

Aquário tem grande habilidade mental e manual, e assim mostra-se apto para resolver com êxito às mais variadas atividades, sobretudo, no campo da ciência e da técnica. É infatigável em seu ímpeto inventivo e gostaria de aperfeiçoar todas as coisas. Porém qualquer que seja o seu trabalho ou profissão, todo o seu comportamento, consciente ou inconsciente, é movido pela aspiração de ser digno de sua própria qualidade de homem e, se possível, pelo desejo de ser um modelo para os demais. É esse “motivo de redenção”, nos casos de indivíduos mais evoluídos, que leva a atingir os objetivos excepcionais anteriormente citados.

Abandonando-se ao voo de sua própria fantasia e oscilando entre ideias, coisas e pessoas Aquário possui, todavia, um bem desenvolvido sentido de realidade para não tomar decisões precipitadas quando for necessário agir na vida prática. Com muita calma para ponderar sobre uma ação antes de iniciá-la. Ainda que tenha o pensamento utópico, não se “perde nas nuvens”.

A mesma circunspecção caracteriza as suas relações de natureza sentimental. Antes de unir-se de forma duradoura a uma pessoa, se não pensa longamente, pesa cuidadosamente as vantagens e desvantagens da união planejada, procurando descobrir o caráter e as qualidades da outra pessoa. No casamento, Aquário mostra o seu lado positivo e pode ser considerado, entre os demais signos dominantes, como um dos mais “felizes”, se não se une a uma pessoa totalmente inadequada espiritual e psiquicamente à sua natureza. Em alguns casos, as extravagâncias e a originalidade não deixam de produzir graves efeitos também no campo sexual.

Os fenômenos patológicos mais comuns de Aquário são: as artrites, as hemorroidas, as enfermidades do baço e dos gânglios linfáticos, lesões nas pernas e nos tornozelos.

Sofia Chiostri - Pesci

Peixes

Aquele que apresenta Peixes como signo dominante geralmente é indeciso e medroso. A debilidade de seu caráter é indubitavelmente seu aspecto mais negativo. Sonhador, dotado de uma imaginação transbordante, fantástica, Peixes é ainda mais utópico que Aquário, e tanto o é que suas utopias não têm nenhuma relação com a realidade da vida; não faz projetos de descobrimentos e construções, nem planos de melhoramentos quiméricos para a melhoria da condição humana, nem projetos com possibilidades reais conectadas a fatos ou fenômenos científicos ou sociais (como se pode observar em Aquário); a utopias de Peixes se referem a coisas que estão longe de serem práticas; são aventuras no reino dos ideais sublimes ou das aspirações românticas. Peixes tem algo de Dom Quixote. De fato está continuamente animado pela mais exaltada esperança e, obrigado a viver em um ambiente feio e árido, se consome na nostalgia de um mundo de beleza e harmonia. Extremamente sensível e facilmente impressionável, é o primeiro entre os amantes e criadores da arte, insuperáveis, sobretudo, na música (Bach, Handel, Chopin, Caruso).

Além disso, Peixes está fortemente inclinado a uma profunda e sincera religiosidade, ou mesmo ao misticismo ou ao ocultismo: Peixes com muita frequência apresenta grande mediunidade. A natureza receptiva e passiva, a disposição em ajudar as outras pessoas, para socorrer (inclusive com sacrifício próprio), a compaixão e a humildade, fazem de Peixes o signo dominante frequentemente encontrado em temas natais de enfermeiros, monges, sacerdotes e freiras, etc.

Em Peixes é singular o lado material de sua existência. Ainda que estando privado de um verdadeiro sentido de realidade, completamente estranho ao desejo de possuir bens ou de acumular riquezas, Peixes sempre consegue de uma maneira ou de outra assegurar ao menos o mínimo necessário para a existência. Na vida profissional mostra uma consciência exemplar e um sentido muito desenvolvido da responsabilidade. No caso de assumir um encargo ou propor-se a concluir um trabalho, pode-se estar seguro de que resolverá a sua tarefa com a máxima habilidade e precisão. Desta maneira Peixes converte-se num bom juiz, excelente funcionário do Estado; e se não está preparado para uma ocupação em estreito contato com a técnica, tem sem dúvida melhor predisposição para qualquer emprego em empresas que tenham relação com a literatura, o jornalismo, as editoras e livrarias. Peixes encontra-se a gosto em posições de trabalho independente ou dirigente, pois em tais posições encontra a oportunidade para por à prova com melhor êxito sua capacidade e faculdade de inteligência. Ali Peixes pode jactar-se de maior “maturidade e sabedoria” com relação a qualquer outro tipo dominante, é sempre bem visto seja como empregado, ou como colaborador, ou como conselheiro.

Nos indivíduos pouco evoluídos e com fortes aflições no Mapa Natal, a mesma capacidade e faculdade que aparece como virtude, sofre uma total transformação segundo à lei da ambivalência psíquica: em vez de servir aos outros, os exploram; antes de sublimes ideais, se perdem nas exigências do mais baixo materialismo. Da “sabedoria”, ainda nesses casos, nada mais resta senão a astúcia. Ainda no mais rudimentar representante de Peixes, aparece sua natureza original, sendo – ao seu modo – generoso e compassivo; quer dizer, será sempre muito magnânimo com os eventuais cúmplices, gastando sem contar o dinheiro ganho por meios ilícitos e, apresentando-se a oportunidade, não deixará de prestar socorro a quem se encontra em dificuldades.

O quadro da vida sentimental de Peixes é muito complexo. Fortemente sensual (de certo modo se envergonha de reconhecê-lo e mais ainda de exibir suas paixões), tende a reprimir e a superar seus instintos. Neste sentido Peixes pode considerar-se, como muitos estudiosos afirmam, como o signo mais ascético, imortalizado nas figuras dos grandes santos medievais. Em geral o Peixes mais evoluído encontra satisfação em suas aspirações afetivas e o quase exclusivo conteúdo espiritual da própria existência sentimental em uniões de caráter platônico, realizadas de forma sublime. Nos indivíduos menos evoluídos, faltando-lhes a vontade e com frequência o domínio sobre si mesmos, a brandura de seu caráter junto com a irresistível luxúria, levam a todo o gênero de aberrações na vida sexual; muitos se abandonam à mais desenfreada libertinagem. É bom assinalar que estes indivíduos sem vontade própria, débeis, sentem prazer em torturar psíquica ou fisicamente às pessoas de sua própria estima: o sadismo e o masoquismo são formas de perversão sexual frequentes.

Conforme se pode observar entre os indivíduos evoluídos e pouco evoluídos de Peixes existe uma diferença caracterizada nas duas partes por sua tendência ao extremismo. Facilmente se exaltam e se entusiasmam; em tais momentos a realidade, que geralmente ignoram, aparece como uma fonte fértil donde as coisas aparecem infatigáveis e brotando inesgotavelmente; o otimismo máximo os animam. Porém é uma chama enganosa, que recém acesa torna a apagar-se; e nas decepções que lhes acometem, a melancolia se apodera desses seres arrojando-lhes de um só golpe o mais negro pessimismo. Essas oscilações psíquicas podem verificar-se inclusive de hora em hora, de modo que a existência de Peixes é como um levantar e cair: poderia observar-se que caminham sobre ondas que se derrubam uma sobre as outras. É isto que faz tão difícil a convivência de Peixes com outras pessoas e faz parecer problemática a solidez do matrimônio. Ademais, Peixes é facilmente excitável, e em tais ocasiões se torna insuportável como Câncer nas mesmas circunstâncias.

Peixes, conforme sua natureza sonhadora gosta de longas viagens; longínquos e desconhecidos países são metas que o atraem.

Entre as tendências patológicas de Peixes, observam-se: o reumatismo, a obesidade, a diabete, as enfermidades da pele, a debilidade ou lesões dos membros inferiores.

zoe end